Após nova derrota, Cerrone descarta aposentadoria no MMA: 'Não posso encerrar assim' | SUPER LUTAS

Após nova derrota, Cerrone descarta aposentadoria no MMA: ‘Não posso encerrar assim’

Batido por Alex Morono no UFC Las Vegas 26, veterano segue na intenção de dar seguimento na carreira; presença no Ultimate não é garantida

D. Cerrone (esq.) está há seis lutas sem vencer no UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Considerado uma lenda viva do Ultimate, Donald Cerrone ainda não está pronto para deixar o MMA. Depois de perder mais uma luta e ter sua sequência sem vitórias ampliada para seis confrontos, o ‘Cowboy’ garante que a última apresentação não é o fim. Em entrevista à ‘ESPN’ após o revés, o veterano seguiu firme na decisão de se manter ativo e explicou o motivo.

Veja Também

“Com certeza, não (foi minha última luta). De jeito nenhum. Nunca sairia dessa forma. Sei 100% (que não foi a última) e vou voltar para chutar traseiros em breve. Essa não é a maneira que pretendo sair. Não posso encerrar meu legado dessa forma”, afirmou o atleta.

Aos 38 anos, Cerrone vive um momento inédito em sua carreira. A pior fase do veterano no MMA havia acontecido em 2017, quando perdeu três confrontos consecutivos. Agora, sem vencer a seis compromissos, o lutador garante que terá uma nova conversa com a diretoria do Ultimate, para tentar um novo embate.

“Vou ligar para o chefe e dizer: ‘Cara, sei que têm sido anos difíceis, mas, quando chegar a hora, me deixe aposentar da forma certa”, finalizou.

Ex-desafiante ao cinturão no peso leve (até 70,3kg.), Cerrone ostenta um cartel recheado. Conhecido por sempre estar disposto a lutar, o ‘Cowboy’ representa as artes marciais mistas desde 2006. Hoje, o combatente soma 36 vitórias, 16 derrotas e duas lutas ‘sem resultado’. O último triunfo do norte-americano aconteceu em maio de 2019, quando superou Al Iaquinta.

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments