Companheiro de treinos de Moreno pede desculpas após ataque racista envolvendo Deiveson | SUPER LUTAS

Companheiro de treinos de Moreno pede desculpas após ataque racista envolvendo Deiveson

Marcelo Rojo usou as redes sociais para se retratar com o brasileiro e fãs; ele havia comparado o 'Deus da Guerra' a um macaco

M. Rojo pediu desculpas por ataque racista a D. Figueiredo. Foto: Reprodução/Instagram

O lutador do Ultimate e companheiro de treinos de Brandon Moreno, Marcelo Rojo, pediu desculpas após fazer ataques racistas direcionadas a Deiveson Figueiredo. Em seu ‘Instagram’ oficial, o argentino havia comparado o brasileiro a um macaco. Nos bastidores do UFC 263 deste sábado (12), também nas redes sociais, ele pediu desculpas pelo ocorrido.

Veja Também

“Me desculpem ter ofendido as pessoas ontem, não era essa a intenção. Eu respeito muito o campeão Deiveson, ele é campeão por um motivo. Ele é o melhor da categoria e não temos nenhum problema entre as equipes, foi só um momento porque é uma luta! E eu sou responsável por isso, e sinto muito… Esse é o jogo da luta e amanhã nossos lutadores vão dar um grande show!”, escreveu Rojo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O argentino estará junto a Brandon Moreno na tentativa do mexicano de conquistar o cinturão dos moscas (até 56,7kg.). Ele, inclusive, é lutador do Ultimate. A organização, no entanto, ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Aos 33 anos, Deiveson se encaminha para sua 22ª apresentação no esporte. Com apenas uma derrota na carreira, o brasileiro defenderá o cinturão dos moscas (até 56,7kg.) do Ultimate pela terceira vez. Já Brandon, de 27, fará sua 26ª luta na carreira. Sem perder há mais de dois anos, o combatente busca encerrar o reinado de ‘Daico’ neste fim de semana.

Confira a publicação de Marcelo Rojo

M. Rojo pediu desculpas por ataque racista a D. Figueiredo. Foto: Reprodução/Instagram

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments