Luiz Dórea analisa atuação de gala de Anderson Silva no boxe, pede respeito e confirma propostas para novos desafios | SUPER LUTAS

Luiz Dórea analisa atuação de gala de Anderson Silva no boxe, pede respeito e confirma propostas para novos desafios

Responsável por afiar as qualidades do brasileiro na ‘nobre arte’, técnico comemora feito histórico de lenda sobre Julio César Chávez Jr

Um dos maiores nomes na história do MMA, Anderson Silva voltou a ser manchete após uma atuação de gala na vitória sobre Julio César Chávez Jr., no último fim de semana, nas regras do boxe. Responsável direto pela vitória do brasileiro de 46 anos, o técnico de ‘Spider’, Luiz Dórea, falou com exclusividade ao canal no YouTube do SUPER LUTAS sobre a performance do pupilo na ‘nobre arte’. No bate-papo, o treinador comemorou o resultado positivo, pediu respeito e projetou o futuro do paulista no esporte.

Veja Também

No último sábado (19), Anderson foi ao México para se testar diante de um ex-campeão mundial de boxe. O embate marcou a primeira apresentação de Silva desde seu desligamento do UFC, no fim de 2020.

Surpresa? Nada disso

A reestreia de Anderson nos rigues foi aguardada por fãs da lenda do MMA, que queriam ver como seria a performance do atleta diante de um grande nome da ‘nobre arte’. O brasileiro, no entanto, superou as expectativas e deu um verdadeiro show contra Chávez. A atuação do brasileiro, porém, não surpreendeu Dórea, que trabalha com o ex-campeão do UFC há mais de 18 anos.

“Eu fiquei muito feliz, mas não surpreso. Eu trabalho com o Anderson há 18 anos. Ele tem uma habilidade acima do normal. Já coloquei Anderson para lutar no boxe profissional, na Bahia, venceu por nocaute. (…) É completo, mas tem o boxe acima do normal”, afirmou o treinador.

Julio César: casamento perfeito

Segundo Dórea, Silva comunicou as negociações para enfrentar o mexicano no início de 2021. Conhecedor do ex-campeão mundial de boxe, Dórea afirmou que, de imediato, viu com bons olhos o casamento de estilos. O técnico, então, analisou o confronto, que poderia favorecer o brasileiro.

“Ele me avisou da luta faltavam mais ou menos quatro meses. (…) O jogo do cara ‘cas a’ muito com a gente. É um jogo parado, fixo, de boxe mexicano, de caminhar para frente, mas recebe muito golpe reto. Movimentar para os lados, manter a distância, seria uma forma de neutralizar as ações do mexicano. Eu falei: ‘pega essa luta”, revelou Luiz.

Bastidores do confronto

Disposto a se testar fora do MMA, esporte que o tornou famoso mundialmente nas artes marciais, ‘Spider’ ignorou os 46 anos e provou que ainda tem condições de atuar em alto nível. Presente na preparação do brasileiro, Dórea falou sobre o clima positivo nos bastidores do embate.

“(Silva) estava muito feliz, contente. Sempre foi um sonho nosso, que ele lutasse boxe profissional. Sempre tive essa vontade com ele, com (Júnior) Cigano e com o Rogério Minotouro. Trabalho com eles há muitos anos. (…) Anderson sempre quis lutar boxe, desde quando estava no UFC e quis lutar com o Roy Jones (Jr). Na época, não houve oportunidade. Agora, ele saiu do UFC, começaram a chegar as propostas e ele ficou muito feliz. Olhava para ele e (falava): ‘vou vencer, mestre’. Todo momento essa confiança”, contou.

Respeitem a lenda

Embora Anderson não tenha conquistado vitórias em seus últimos anos de MMA, há de se respeitar o que o brasileiro representa para as artes marciais. Após uma grande conquista pessoal da lenda, Dórea cobrou reconhecimento ao pupilo, que, aos 46 anos, desbancou um grande nome do pugilismo.

“Uma lenda tem que ser respeitada. O que Anderson fez no MMA, dificilmente alguém vai superar. Não vai ser uma derrota ou duas que vai apagar. (…) Atletas como o Anderson talvez apareçam de 100 em 100 anos. Estou no esporte há mais de 40 anos e sei a qualidade. Nunca pode ser subestimado”, afirmou.

Próximos compromissos

Depois de voltar a sentir o gosto da vitória, se engana quem pensa que o brasileiro cogita a aposentadoria. Competidor nato, o paulista quer seguir fazendo apresentações e, segundo Luiz, as propostas aumentaram após o triunfo de ‘Spider’.

“Temos muitos propostas. Tinham antes da vitória e, agora, temos outras. (…) De início, o pensamento de Anderson é descansar, depois, vemos o que vai fazer. Ele ainda vai nos dar muito mais alegria no boxe. Ele está ‘amarradão’. (…) Uma energia maravilhosa. Ele está muito feliz. Ele fez Chávez Jr. parecer pequeno”, finalizou.

O confronto entre Silva e Julio César aconteceu no Estádio Jalisco, em Guadalajara. Ao fim dos oito rounds propostos, Anderson foi declarado vencedor na decisão dividida.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments