Confiante, Chris Weidman diz que ainda pode se tornar 'melhor do mundo' em retorno ao MMA | SUPER LUTAS

Confiante, Chris Weidman diz que ainda pode se tornar ‘melhor do mundo’ em retorno ao MMA

Norte-americano ainda revela já ter voltado a fazer treinamentos de força por uma rápida recuperação

C. Weidman se recupera de lesão no UFC 261. Foto: Reprodução/Instagram

Ex-campeão dos médios (até 83,9kg.) do Ultimate, Chris Weidman ainda se recupera da dura lesão sofrida contra Uriah Hall no UFC 261. O norte-americano, que fraturou gravemente a perna, mostra as constantes evoluções em suas redes sociais e demonstra que quer voltar o quanto antes ao octógono.

Veja Também

Em entrevista ao ‘MMA Fighting’, Weidman diz que já voltou a fazer pequenos treinamentos de força em busca de uma recuperação rápida.

“Acordei um dia me sentindo bem e fui para a academia. Lá, pensei em fazer um treino e coloquei minha perna para cima, apenas para me sentir bem na academia, ver os caras e cheirar as esteiras sujas de novo, o que eu adoro. Então, eu cheguei lá e alguns caras com quem eu treino estavam treinando e fazendo (treinamentos de) kickboxing. Começamos a fazer alguns exercícios e um treino completo, como um circuito com flexões e exercícios abdominais. Provavelmente demorou cerca de uma hora e fiquei de pé o tempo todo, o que é uma loucura. Acho que estou ficando cada vez melhor”, afirmou Chris.

Apesar de estar evoluindo rapidamente, Weidman diz que sabe que ainda há um longo caminho por seu retorno ao MMA. Ele, aliás, acredita que pode voltar ao topo do mundo e se recuperar completamente da lesão na perna.

“Preciso superar muita coisa e tenho certeza de que haverá alguns contratempos, mas estou preparado para isso. Nada vai me quebrar. Vou seguir em frente. Se no final do dia eu estiver na academia e não posso fazer mais nada do que costumava fazer, estou não volto a lutar. (Mas) se acho que posso ser o melhor do mundo e posso fazer o que preciso com esta perna, então preciso disso”, finalizou o norte-americano.

Contra Hall, no UFC 261, Chris tentava confirmar a boa fase na carreira. Caso superasse o jamaicano, o norte-americano somaria seu segundo resultado positivo em sequência, algo que não acontecia há mais de cinco anos. O atleta, no entanto, acabou não tendo tempo para colocar sua estratégia em prática. Com apenas 17 segundos de luta, Weidman sofreu a lesão, que o retirou do duelo.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments