De volta, TJ Dillashaw recebe apoio de Michael Bisping após caso de doping: 'Ele assumiu e cumpriu' | SUPER LUTAS

De volta, TJ Dillashaw recebe apoio de Michael Bisping após caso de doping: ‘Ele assumiu e cumpriu’

Norte-americano retorna às competições no UFC Las Vegas 32, quando enfrenta Cory Sandhagen na luta principal da noite

M. Bisping (foto) em entrevista. Foto: Reprodução/Instagram @mikebisping

Após descer aos moscas (até 56,7kg.) e ser derrotado por Henry Cejudo, TJ Dillashaw foi flagrado por uso de eritopoietina (EPO) e suspenso por dois anos pela Agência Antidoping dos Estados Unidos (USADA).

Veja Também

Agora, o ex-campeão dos médios (até 83,9kg.) Michael Bisping defendeu o norte-americano por ter assumido seu erro no passado e se diz feliz por vê-lo de volta em combate contra Cory Sandhagen na luta principal do UFC Las Vegas 32 deste sábado (24).

TJ Dillashaw cumpriu e confessou uma suspensão de dois anos, eu respeito isso.Todo mundo conhece minha postura sobre esteroides, mas ele levantou a mão e disse: ‘Sim, eu trapaceei, a pressão me atingiu’. É legal de ver, já que a maioria dos lutadores inventa uma desculpa, dizem que foi algum suplemento, creme ou alguma coisa. Eles vêm com coisas estranhas para tentar compensar, ao invés de apenas dizer: ‘Ei, você me pegou’. Eu respeito isso”, disse Bisping em um vídeo de seu canal no ‘YouTube’.

Questionado sobre o retorno de TJ Dillashaw, o veterano deu sua opinião sobre o assunto. Para ele, o norte-americano já cumpriu sua suspensão de dois anos e, portanto, está apto a voltar às competições.

“Ele cumpriu a suspensão de dois anos. Você pode ter pensamentos diferentes sobre isso. Talvez você ache que ele não deveria estar competindo e ser banido para sempre. Seja o que for, não importa. A punição foi decidida assim. Era uma suspensão de dois anos e ele cumpriu isso”, concluiu o inglês.

Considerado um dos melhores lutadores da história recente do peso galo, Dillashaw não se apresenta desde a derrota para Henry Cejudo, em janeiro de 2019, quando se aventurou entre os moscas (até 56,7kg.) para tentar o segundo título. Na ocasião, além de ser facilmente batido pelo compatriota, o atleta admitiu ter ingerido substância proibidas que auxiliariam no corte de peso.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments