Deiveson critica desdém de Moreno por revanche e afirma que enfrentaria campeão no México | SUPER LUTAS

Deiveson critica desdém de Moreno por revanche e afirma que enfrentaria campeão no México

Brasileiro critica desdém de Brandon por revanche imediata e cobra por chance de recuperar título dos moscas

D. Figueiredo (esq.) e B. Moreno (dir.) se enfrentaram duas vezes, com um empate e uma vitória para o mexicano. Foto/Reprodução: Instagram

Disposto a retomar o posto de campeão dos moscas (até 56,7kg.), Deiveson Figueiredo segue firme na busca por uma revanche imediata com seu último algoz, Brandon Moreno. Derrotado pelo mexicano em junho, o paraense criticou a postura do líder do grupo, que não garante ao tupiniquim uma chance de recuperar seu antigo título.

Veja Também

“Eu esperava mais dele, que ele agisse como homem. O que eu mais quero é a trilogia, enfrentá-lo de novo. Espero que ele tenha coragem de me dar aquela revanche”, disse o brasileiro, em entrevista ao ‘MMA Fighting’.

Campeão da divisão em 2020, Deiveson justifica sua insistência baseado em sua performance no primeiro encontro com o mexicano. Para o tupiniquim, que alega ter enfrentado o rival doente, em dezembro da temporada passada, um terceiro encontro é obrigatório para encerrar a pendência entre ambos.

“Ele é um covarde, porque eu estava doente quando o enfrentei (em 2020) e o derrotei. Dei a ele uma revanche imediata. Eu venci aquela luta. Eles me tiraram um ponto. Ele fingiu estar machucado, fingiu que levou um dedo no olho, mas, ainda assim, eu venci. Agora, ele não quer me dar uma revanche? É um covarde”, disparou Figueiredo.

Por fim, o ‘Deus da Guerra’ deixou claro que não importa o local para uma eventual trilogia. O brasileiro, inclusive, se mostrou disposto a encarar o mexicano em seu país.

“Luto com ele em qualquer lutar. Estados Unidos, México. Eu quero apenas a trilogia. Ele pode ter certeza de que não serei o mesmo Figueiredo da última luta. Vou voltar focado e nocauteá-lo dentro de sua casa”, encerrou.

O revés de Deiveson no UFC 263 marcou a segunda derrota na carreira do brasileiro como profissional no MMA. Antes do revés, o atleta atravessava um grande momento dentro do Ultimate, com seis confrontos sem perder.

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments