José Aldo descarta Dominick Cruz e reforça desejo de enfrentar TJ Dillashaw: ‘Em dezembro ou janeiro’

Brasileiro diz não ter pressa e admite esperar por ex-campeão, que se recupera de lesão no joelho após volta ao MMA

J. Aldo comemora vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Em grande momento no peso galo (até 61,2kg.), José Aldo tem bem traçado o plano para seu próximo passo no UFC. Algoz de Pedro Munhoz em seu último compromisso, o manauara reforçou o desejo de trocar forças contra o ex-campeão da categoria, TJ Dillashaw. Com o antigo dono do cinturão na mira, o ‘Campeão do Povo’ descartou a chance de se testar contra outra referência no grupo, Dominick Cruz.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“O foco é no Dillashaw. Se for no começo do ano que vem, posso esperar. Deixarei isso com o Dedé (Pederneiras). Quero lutar por volta de dezembro ou janeiro, no máximo. Com outra grande luta e vitória, vamos nos aproximar do cinturão”, disse o manauara, em entrevista ao ‘MMA Fighting’.

Irredutível sobre a chance de dividir o octógono com TJ, Aldo esclarece que não tem interesse em desafiar outro antigo campeão da divisão. A lenda do peso pena (até 65,7kg.), então, afirmou que não há chance de enfrentar Dominick Cruz.

PUBLICIDADE:

“Ouvi alguns repórteres falarem sobre essa luta (contra Cruz), mas acho que estamos indo em direções diferentes. Ele está mais dedicado na área de comentarista do que na luta, em si. Não penso nele hoje. Eu o respeito e também gosto dele pelo fato de ser um dos maiores campeões dos galos, mas, agora, estou rumo ao título. Não têm motivos para parar e fazer um confronto que não me levará a lugar nenhum. Faria mais sentido enfrentar Rob Font do que Dominick Cruz”, encerrou.

Nos galos desde dezembro de 2019, Aldo, hoje, ocupa a quinta posição na categoria. O ex-campeão dos penas vem de duas grandes vitórias pelo Ultimate.

PUBLICIDADE:

Antigo campeão do grupo, Dillashaw retornou ao MMA nesta temporada após cumprir dois anos de suspensão por doping. Em sua volta, o norte-americano superou Cory Sandhagen e ocupou a segunda posição da divisão liderada por Aljamain Sterling.

PUBLICIDADE:

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS