Miesha Tate fala sobre última prisão de Jon Jones: ‘é um homem crescido e precisa ser responsabilizado’

A ex-campeã peso galo do UFC afirmou que passou a hora de Jones ser responsabilizado por suas ações e aconselhou o ex-campeão

M. Tate falou sobre a situação de J. Jones (Foto: Montagem/Super Lutas)

Há cerca de duas semanas, um dia após entrar para o Hall da Fama do UFC, Jon Jones foi preso novamente acusado de violência doméstica contra a noiva, Jessie Moses. Foi o mais recente de uma longa lista de problemas do ex-campeão dos meio-pesados (até 93 kg) com a justiça. O caso gerou a revolta de boa parte da comunidade do MMA, inclusive de uma ex-campeã que se considera amiga do lutador.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Em entrevista ao site norte-americano MMA Mania, a ex-campeão peso galo (até 61,2 kg) Miesha Tate falou sobre a prisão de Jon Jones. De acordo com Tate, uma das pioneiras do MMA feminino, está cada vez mais difícil separar as conquistas do ex-campeão meio-pesado de sua conduta fora do octógono.

“É tão desanimador. Temos que dar todos os cumprimentos pelas suas conquistas e ele merece isso, mas tem tanta coisa imperdoável que ele fez durante a história de sua carreira. Pelo menos na linha do tempo que a gente conhece. Acho que fica cada vez mais difícil para os fãs separar as duas coisas. Ser apenas um fã dele como lutador e não reconhecer as outras coisas que ele faz como ser humano que mancham isso”, opinou Miesha Tate.

PUBLICIDADE:

Miesha Tate afirmou também acreditar que ninguém além do próprio lutador deve ser responsabilizado por seus atos.

“Quem deveria responder por Jon Jones? Jon Jones deveria responder por Jon Jones. Não existe mais ninguém que a gente deveria estar procurando. Não é culpa da noiva, não é culpa dos pais nesse momento. Ele é um homem crescido. É um homem crescido e precisa ser responsabilizado”, afirmou a ex-campeã.

PUBLICIDADE:

Por fim, a ex-campeã peso galo aconselhou Jon Jones a permanecer longe de tudo que possa o fazer mal.

PUBLICIDADE:

“Eu me considero uma conhecida/amiga dele. Não desejo nada de mal a ele. Sei que o irritei anteriormente com meus comentários, mas se eu pudesse dar algum conselho ao homem, do fundo do meu coração, seria para ficar longe das coisas que possam causar essa queda. Não sei quais são suas ‘kryptonitas’, mas acho que ele precisa ser forte e ter o poder mental para reconhecê-las e ficar longe delas. Assim ele vai ficar longe de confusão. Ninguém pode fazer isso por ele. Dana White não pode segui-lo o dia inteiro. Não é culpa do Dana. Ele tem que reconhecer quais são os problemas e ficar limpo. Espero que ele consiga”, finalizou.

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?