Brasileira por direito e de coração, Mackenzie Dern leva o ‘verde e amarelo’ para UFC 273

Nascida nos Estados Unidos e filha de brasileiro, Mackenzie mede forças contra Tecia Torres neste sábado (9)

M. Dern nasceu nos Estados Unidos, mas é filha de brasileiro (Foto: Divulgação/UFC.com)

Neste sábado (9), o UFC 273 conta com três lutadores que são representantes tupiniquins no card. Daniel ‘Willycat’ Santos, Gilbert Durinho e Mackenzie Dern – que nasceu na cidade de Phoenix, no Arizona (EUA). E não, você não leu errado. Apesar de ter nascido nos Estados Unidos, ela é filha do brasileiro Wellington “Megaton” Dias. Por isso, nos termos da Constituição Federal do Brasil, possui cidadania brasileira.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Especialista no jiu-jitsu, Mackenzie Dern conquistou sete das 11 vitórias na carreira no MMA profissional por meio de finalizações, mas a história da lutadora com a arte suave teve início há 25 anos.

Filha do condecorado faixa-preta Wellington “Megaton” Dias, Mackenzie Dern começou a treinar aos três anos de idade com o pai e com a madrasta Luciana Tavares, também faixa-preta na arte suave. Mackenzie já competia entre adultos aos 14 anos e foi campeã mundial em todas as faixas até receber a faixa preta de seu pai aos 19 anos de idade.

PUBLICIDADE:

Considerada uma das grandes lutadoras da história da arte suave, Mackenzie Dern é a única mulher a conquistar medalhas de ouro na faixa-preta nas cinco principais competições do jiu-jitsu mundial. Além das conquistas vestindo kimono, Dern também tem duas medalhas de ouro do ADCC, maior competição de luta agarrada sem kimono do mundo.

Início no MMA e chegada ao UFC

Mackenzie Dern estreou no MMA em julho de 2016, aos 23 anos, derrotando Kenia Rosas por decisão unânime no Legacy FC. Dern ainda venceu mais três lutas no Legacy e uma no Invicta antes de chegar ao UFC, onde venceu suas duas primeiras lutas.

PUBLICIDADE:

A chegada de Moa e a retomada na carreira

Após alguns meses afastada do octógono e dos holofotes, Mackenzie Dern anunciou uma pausa na carreira no MMA por um motivo especial: estava grávida da primeira filha. Assim como Mackenzie, Moa Dern Santos, filha da lutadora com o surfista brasileiro Wesley Santos, nasceu nos Estados Unidos, em junho de 2019.

PUBLICIDADE:

Quatro meses após o nascimento da filha, Mackenzie Dern retornou ao octógono e conheceu a primeira derrota na carreira, quando enfrentou Amanda Ribas. O revés, no entanto, não abalou Mackenzie, que deu a volta por cima e emplacou quatro vitórias consecutivas na organização, sendo três delas por finalização no primeiro round.

Pedra no caminho e hora de retomada

Em outubro de 2021, a lutadora teve sua grande chance contra Marina Rodriguez, na luta principal do UFC Las Vegas 40 para se aproximar de uma possível oportunidade pelo cinturão das palhas (até 52,1kg.). Porém, o que era para ser um dia de festa, acabou em frustração e Dern foi superada pela gaúcha na decisão unânime dos juízes.

Mas Mackenzie está disposta a mostrar que é hora da retomada no Ultimate. E, no card principal do UFC 273, ela mede forças contra a veterana Tecia Torres. Quinta colocada no ranking da divisão liderada por Rose Namajunas, ela conta com um cartel de 11 resultados positivos e dois negativos em sua trajetória nas artes marciais mistas.

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276