Ex-rival, Ryan Bader reage à recente prisão de Jon Jones e critica suposta violência: ‘É nojento’

Ex-campeão do Bellator afirmou que problemas de 'Bones' com a justiça já se tornaram recorrentes e fala sobre futuro de seu ex-oponente no UFC

R. Bader criticou J. Jones. Foto: Reprodução/Instagram

No dia 23 de setembro, Jon Jones havia acabado de entrar no Hall da Fama do UFC por sua luta contra Alexander Gustafsson, quando foi preso acusado de violência doméstica, lesão corporal e violação de veículo. Em entrevista ao site norte-americano ‘MMA Fighting’, seu ex-rival Ryan Bader deu sua opinião sobre o assunto e criticou fortemente ‘Bones’.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“As pessoas cometem erros – não sabemos todos os fatos ou o que seja – mas se ele colocou as mãos em uma mulher, é o movimento mais nojento que você pode fazer. Ele deveria ter ficado preso se ele fez isso. As pessoas cometem erros, mas quando você os comete continuamente, não é mais um erro. É um hábito”, afirmou Bader.

Agora atleta do Bellator, Ryan Bader entende que o UFC está em uma situação difícil com Jon Jones, pois ainda não sabe como reagir às recentes polêmicas do norte-americano e não tem certeza sobre liberá-lo de seu contrato.

PUBLICIDADE:

“Vejo os dois lados. Eles querem deixá-lo ir e ser escolhido por outra organização? Provavelmente não. Mas se ele fizer algo de novo – que machuque alguém, há uma responsabilidade do UFC por não ter feito nada. Estão em uma posição muito diferente do que cinco anos atrás, onde ele era campeão”, concluiu o lutador.

A história de Ryan Bader com Jon Jones não é recente, já que ambos os atletas se enfrentaram em fevereiro de 2011, no UFC 126. Na ocasião, o ‘Bones’ ainda não era campeão, finalizou no segundo round e se credenciou para uma disputa de título dos meio-pesados (até 93kg.).

PUBLICIDADE:

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?