Emocionada, Norma Dumont desabafa sobre corte de peso e valoriza importância de treinos no UFC

Após vitória no UFC Vegas 40, brasileira se emocionou ao falar sobre sua recuperação no Instituto de Performance do UFC

N. Dumont se emociona em coletiva de imprensa pós-UFC Las Vegas 40. Foto: Reprodução/YouTube

Depois de falhar duas vezes na balança para bater o peso dos galos (até 61,2kg.), Norma Dumont decidiu por subir em definitivo para os penas (até 65,7kg.) e, agora, derrotou Aspen Ladd na decisão unânime dos juízes, em luta pelo UFC Las Vegas 40 do último sábado (16).

PUBLICIDADE:

Veja Também

Em entrevista pós-evento, a brasileira se emocionou ao falar sobre o UFC PI (Instituto de Performance do Ultimate), que ‘salvou sua carreira’ ao ter grande importância emocional e física para evitar que a atleta tupiniquim passasse por outros problemas nas aferições.

“Eu bati o peso (nos penas) muito bem. Eu queria agradecer, inclusive, a galera do PI – preparadores físicos, fisioterapeutas e médicos. Eu cheguei em Las Vegas quebrada mentalmente, fisicamente e eles me recuperaram. Eu quase fui demitida e o PI me recuperou. Então, eu sou muito grata. Por isso que eu sei o que a (Aspen) Ladd está passando. Eu, realmente, entendo a dor dela neste momento”, disse Dumont, em momento de emoção.

PUBLICIDADE:

Aos 31 anos, Norma Dumont soma sete vitórias e uma derrota em seu cartel no MMA profissional, onde compete desde 2016. Na organização dos galos, ela conseguiu derrotar Ashlee Evans-Smith. E, desde que acertou sua subida definitiva, derrotou Felicia Spencer e Aspen Ladd em sequência.

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?