Aos 85 anos, Éder Jofre entra para o Hall da Fama do boxe em cerimônia nos Estados Unidos

Tricampeão mundial dos penas e dos galos, o 'Galo de Ouro' está eternizado na história da nobre arte

É. Jofre teve seu nome imortalizado no Hall da Fama do boxe (Foto: Instagram/Eder Jofre)

Considerado o maior nome brasileiro na história do boxe, Éder Jofre entrou no último domingo (17) para o Hall da Fama da Costa Oeste dos Estados Unidos. O ‘Galo de Ouro’, tricampeão mundial dos pesos pena e galo, que já fazia parte do Hall da Fama do estado de Nova Iorque desde 1992, se tornou o único brasileiro a ter seu nome eternizado nos dois locais.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Aos 85 anos, Éder Jofre viajou acompanhado dos filhos Marcel e Andrea a Los Angeles, onde recebeu a homenagem ao lado de outros grandes nomes da história do boxe mundial em um hotel ao lado da Calçada da Fama.

Mesmo debilitado fisicamente por conta da idade avançada e da encefalopatia traumática crônica (doença neurológica provocada pelo impacto na cabeça), Éder Jofre foi liberado por seu médico e fez questão de viajar para receber a honraria pessoalmente.

PUBLICIDADE:

“É um motivo de orgulho para toda a família e um reconhecimento para o meu pai, já nessa idade avançada. Ele gosta de ter contato com as pessoas do boxe e ser reverenciado, aí topamos vir”, contou o filho mais velho de Éder, Marcel Jofre, em entrevista ao site “Ge.com”.

Nos anos 60 e 70, Éder Jofre foi campeão da Associação Mundial de Boxe (WBA) nos peso galo e do Conselho Mundial de Boxe (WBC) nos pesos galo e pena, se tornando o primeiro brasileiro a conquistar cinturões a nível mundial.

PUBLICIDADE:

Além do “Galo de Ouro”, a cerimônia imortalizou nomes como Oscar De La Hoya e Fighting Harada, japonês rival de Éder nos anos 60.

PUBLICIDADE:

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS