Jornalista norte-americana expõe ofensa de Jon Jones em rede social

Após criticar o ex-campeão pela recente acusação de violência doméstica, a jornalista Amy Kaplan foi ofendida pelo lutador

J. Jones (foto) foi preso recentemente acusado de violência doméstica. (Foto: Reprodução/Instagram @jonnybones)

A mais recente prisão de Jon Jones, acusado de violência doméstica contra a noiva em setembro, continua sendo um dos assuntos mais discutidos no mundo do MMA. Após ir às redes sociais para negar o ocorrido, apesar das evidências, e prometer mudanças, o ex-campeão meio-pesado (até 93 kg) do UFC virou notícia por ofender uma jornalista.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Na última sexta-feira (15), a jornalista norte-americana Amy Kaplan, do site Fanside, especializado em MMA, expôs uma captura de tela que mostra Jon Jones a ofendendo em uma mensagem privada no Twitter.

PUBLICIDADE:

“Primeramente, você literalmente parece uma bruxa. Segundo, tire minhas garotas da sua boca. Você não faz ideia do que é normal para elas. Você é nojenta julgando os outros. Vá se f****”, escreveu Jon Jones.

Após divulgar a mensagem enviada por Jon Jones, Amy Kaplan explicou que não entrou em contato com o lutador em nenhum momento. Segundo a jornalista, as ofensas foram uma resposta de Jones à cobertura do caso realizada feita por ela.

PUBLICIDADE:

“Eu não mandei mensagem nenhuma a ele, mas venho sendo vocal na minha cobertura de sua prisão e do seu passado com violência doméstica. Não é segredo como eu me sinto”, disse Kaplan.

PUBLICIDADE:

Ainda de acordo com Amy Kaplan, a mensagem de Jon Jones está relacionada também a uma de suas publicações no Twitter.

“Eu twittei que as filhas dele aprenderiam a aceitar um homem abusivo porque é o que elas vêem/acham que é normal. É a isso que ele está se referindo”, disse a jornalista.

Com futuro incerto, Jon Jones deve ser julgado pelo incidente no dia 26 de outubro.

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?