Daniel Cormier afirma que Fedor Emelianenko teria sido ‘no máximo mediano’ se tivesse lutado no UFC

O peso pesado russo, que entra em ação neste sábado (23), chegou a negociar uma possível ida ao Ultimate entre 2009 e 2011

F. Emelianenko entra em ação no Bellator 269 (Foto: Reprodução/Facebook bellatormma)

Neste sábado (23), Fedor Emelianenko entra em ação contra Tim Johnson na luta principal do Bellator 269, aquela que pode ser a última de sua carreira. Considerado por muitos o maior lutador de todos os tempos a nunca competir no UFC, muitos se questionam como seria a carreira do russo se tivesse assinado com o Ultimate.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Na última quinta-feira (21), durante seu novo programa “Debate DC”, Daniel Cormier entrou nessa discussão com os fãs. De acordo com o ex-campeão meio-pesado (até 93 kg) e pesado (até 120,2 kg) do UFC, a vida de Fedor Emelianenko teria sido bem complicada se tivesse fechado com o Ultimate entre 2009 e 2011, momento em que as negociações foram mais fortes.

“Contra Brock Lesnar, tudo bem. Acho que ele venceria o Brock Lesnar. Mas, fora isso, não acho que Fedor competiria muito bem no UFC. Acho que o fato de ele não ter ido nos faz pensar, mas a realidade da situação é que ele não se sairia bem contra caras como Junior Cigano, ele não derrotaria Cain Velasquez, ele teria dificuldades com caras como Cheick Kongo”, analisou DC.

PUBLICIDADE:

De acordo com Daniel Cormier, se tivesse assinado com o UFC na época, Fedor Emelianenko seria apenas mais um entre os pesos pesados da organização.

“Por maior que ele tenha sido, naquela época do esporte, ele seria no máximo mediano. Fedor Emelianenko no UFC entre 2009 e 2011 seria no máximo mediano”, cravou Cormier.

PUBLICIDADE:

Daniel Cormier, no entanto, deixou claro o respeito que tem por Fedor Emelianenko como um dos grandes nomes da história do esporte. Para o ex-campeão e hoje comentarista do Ultimate, a grande dificuldade de Fedor no octógono seria em relação à velocidade.

PUBLICIDADE:

“Os caras não eram mais tão singulares em suas habilidades. Na época que Fedor iria ao UFC, sua velocidade já tinha começado a diminuir, e é aí que ele encontraria dificuldades. A velocidade das mãos de Fedor no início da carreira era absurda, por isso ele fazia o que fazia com as pessoas. Conforme ele ficou mais velho, naquela época ele bateria em Brock Lesnar porque Brock Lesnar não gostaria de ser atingido por ele e teria se entregado, mas esses outros caras eram lutadores de verdade. Eles continuariam o enfrentando e, conforme ele ficasse mais lento, encontrariam maneiras de quebrá-lo e sair com a vitória”, disse Cormier.

Por fim, Daniel Cormier revelou qual seria, em sua opinião, a única chance de Fedor Emelianenko conquistar o cinturão peso pesado do UFC.

“A única forma de ele conseguir um cinturão, seria lutando diretamente contra Brock Lesnar pelo título”, finalizou.

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?