Renato Babalu anuncia aposentadoria após derrota no Bellator 96

Carioca toma decisão após segunda derrota por nocaute em duas lutas em 2013

Babalu (esq.) posa ao lado de Bjorn Rebney, presidente do Bellator, quando foi contratado pela organização. Foto: Twitter/Reprodução

Babalu (esq.) posa ao lado de Bjorn Rebney, presidente do Bellator, quando foi contratado pela organização. Foto: Twitter/Reprodução

A carreira de um dos mais respeitados lutadores da velha guarda do MMA brasileiro chegou ao fim. Nesta quarta-feira, o meio-pesado Renato Babalu decidiu encerrar sua trajetória no MMA profissional. Disputando o torneio da categoria no Bellator, organização que o acolheu no fim de 2012, Babalu foi nocauteado por Jacob Noe e informou a aposentadoria ao final do Bellator 96.

O carioca de 37 anos iniciou sua carreira em 1997, época em que pisões e tiros de meta eram largamente difundidos no MMA. Ele fez carreira de treze lutas no RINGS, evento japonês que antecedeu o PRIDE, onde ganhou notoriedade internacional ao enfrentar nomes como Fedor Emelianenko e Dan Henderson.

Do Japão, Babalu rodou os principais eventos do planeta. Realizou dez lutas no UFC, onde disputou o cinturão meio-pesado de Chuck Liddell, mas acabou nocauteado pelo americano no UFC 62. Ele passou também pelo Affliction, organização que nasceu para rivalizar com o UFC, mas faliu na terceira edição, e conquistou o cinturão no Strikeforce ao nocautear o ex-TUF 1 Bobby Southworth, em 2008. Um ano depois, perdeu o título para Gegard Mousasi, quando começou sua negativa fase recente.

Babalu perdeu três de suas cinco últimas lutas, todas por nocaute. Na verdade, este foi o método de todas as últimas sete derrotas do brasileiro. Em sua última aparição, o Bellator o escalou para disputar o torneio de sua categoria duas vezes em 2013. Na primeira, em janeiro, o lutador da Kings MMA foi nocauteado por Mikhail Zayats. Na segunda, nesta quarta, o adversário foi Noe.

“Eu gostaria de ter sido mais rápido, gostaria de ter sido mais forte. Mas meu corpo não pode mais fazer isso”, declarou Babalu na coletiva de imprensa depois do Bellator 96. “Preciso ajudar o crescimento deste esporte de outra maneira”, encerrou o agora ex-lutador.

Ao longo da carreira de quase 50 lutas, Babalu juntou cartel de 37–11, com 19 vitórias por finalização e cinco por nocaute. Por outro lado, foi nocauteado sete vezes e sofreu apenas uma derrota por finalização, no surpreendente combate contra Valentijn Overeem, irmão de Alistair Overeem. Na trajetória, Babalu colecionou vitórias sobre o ex-campeão do UFC Maurice Smith, foi o primeiro a vencer Mauricio Shogun, o primeiro brasileiro a finalizar Chael Sonnen e ainda superou o ex-integrante da seleção americana olímpica de wrestling Mike van Arsdale.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments