A menos de um mês para luta, Do Bronx garante ter mais armas para vencer do que Poirier

Estrela brasileira volta a mostrar segurança para sua primeira defesa do cinturão dos leves, conquistado em maio de 2021

C. Bronx (esq.) defende título contra D. Poirier (dir.) no UFC 269. Foto: Montagem SL

Campeão dos leves (até 70,3kg.) do Ultimate desde maio de 2021, Charles do Bronx não esconde a confiança de que manterá o trono do grupo no confronto contra Dustin Poirier no UFC 269. A pouco menos de um mês para o desafio, o brasileiro falou sobre a expectativa para a luta e garante ter as armas necessárias para voltar a chocar o mundo do MMA.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Em 11 de dezembro, vamos subir no octógono para provar quem é o melhor e quem não é. Não há muito para se falar. Saberemos quando ficarmos frente a frente. Eu acredito e confio em mim, acho que tenho mais armas do que ele (Poirier). Para todos os que pensam que ele é o número um, assistam a última luta dele e, depois, a minha. Observem no que ele é bom e no que eu sou bom. Comparem tudo e vejam o que acontece”, disse Do Bronx, em entrevista ao ‘Trocação Franca’.

Veterano do UFC e dono de uma sequência convincente de vitórias, Charles acredita que sua experiência conquistada ao longo dos anos será determinante para a luta principal do UFC 269. O atleta, então, seguiu analisando possíveis cenários para sua primeira defesa de título.

PUBLICIDADE:

“Trocadores o levam para o chão com muita facilidade, e você sabe o que acontece se eu o derrubar. Se ele trocar em pé comigo, você sabe que estou batendo forte. Vai pegar fogo em 11 de dezembro. Tenho poder de fogo nas minhas mãos e, também o jiu-jitsu. Tenho muito respeito por ele (Dustin), mas quero seguir como campeão e seguir com meu cinturão aqui”, encerrou.

Em dezembro, Do Bronx poderá ampliar sua série invicta com as luvas do Ultimate. Hoje, o paulista soma nove triunfos consecutivos e seu último tropeço aconteceu em dezembro de 2017.

PUBLICIDADE:

Responsável por tentar estragar a festa de Charles, Poirier também vive um bom momento dentro da organização. Ex-campeão interino dos leves, o norte-americano tem três triunfos consecutivos, dois deles sobre Conor McGregor. O último revés do atleta aconteceu em abril de 2019, quando foi superado por Khabib Nurmagomedov, em embate pela unificação do título dos leves.

PUBLICIDADE:

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?