Joanna Jedrzejczyk abre as portas para possível retorno ao UFC e cita Carla Esparza como potencial rival

Ex-campeã, polonesa diz que pode voltar a lutar contra a norte-americana; luta seria uma revanche de um duelo que acontecem em 2015

J. Jedrzejczyk (dir.) bateu C. Esparza (esq.) para conquistar o cinturão peso palha feminino, em 2015. Foto: UFC

Em meio a um hiato próximo de dois anos, Joanna Jedrzejczyk deu indícios do que pode ser seu futuro na divisão dos moscas (até 56,7kg.) do Ultimate. Em entrevista ao ‘South China Morning Post’, a polonesa se mostrou aberta e afirmou que ‘adoraria’ conceder uma revanche para Carla Esparza.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Seria uma luta interessante. Temos um bom histórico de lutas. Esparza está esperando pela chance pelo título, mas não sei o que vai acontecer a seguir. Ela pode ter a chance pelo cinturão. Porém, Dana White está dizendo algo totalmente diferente de Mick (Maynard, matchmaker do UFC). Mas eu não sei, eu adoraria lutar com ela e, se ela quiser ter a chance pelo título, eu posso lutar com ela”, disse Joanna.

Inclusive, a história de Jedrzejczyk e Esparza não é recente. No UFC 185, que aconteceu no dia 14 de março de 2015, a polonesa conquistou pela primeira vez o cinturão dos palhas justamente contra a norte-americana, com um nocaute no segundo round. Ela ainda fez outras cinco apresentações como campeã até perder para Rose Namajunas.

PUBLICIDADE:

Aos 33 anos, Joanna Jedrzejczyk tem um histórico de 16 triunfos e quatro reveses como profissional das artes marciais mistas. Ela foi campeã do peso palha (até 52,2 kg) no período entre março de 2015 a novembro de 2017, mas não atua desde março de 2020, quando saiu derrotada do combate eletrizante contra Weili Zhang.

Número dois do ranking até 52,1kg, Esparza foi a primeira campeã da categoria, em 2014. Na ocasião, a ‘Cookie Monster‘ derrotou Rose Namajunas na final da vigésima edição do reality show ‘The Ultimate Fighter‘. Número dois do ranking, Carla possui um cartel no MMA profissional de 18 triunfos – sendo, atualmente, cinco seguidos – e seis reveses.

PUBLICIDADE:

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?