Rampage afirma que relação com o UFC piorou após vitória sobre Chuck Lidell

Ex-campeão dos meio-pesados relembrou da conturbada relação com o Ultimate em entrevista ao Bleacher Report

Q.Rampage (esq.) nocauteia C.Lidell (dir.) no UFC 71. Foto: Divulgação (UFC)

Q.Rampage (esq.) nocauteia C.Lidell (dir.) no UFC 71. Foto: Divulgação (UFC)

Hoje no Bellator, o ex-campeão dos meio-pesados do UFC Quinton “Rampage” Jackson ainda mantém vivas algumas mágoas da antiga organização. Em entrevista ao site Bleacher Report, Rampage afirmou que passou a ser maltratado pelo Ultimate após vencer o membro do hall da fama Chuck Lidell em 2007.

“Dana White realmente me queria porque eu era o último cara que Chuck (Liddell) queria se vingar. Todo mundo era muito legal comigo. Estou dizendo que, quando venci Marvin Eastman, todo mundo, as pessoas nos bastidores do UFC eram realmente como uma grande família. Chuck era parte dessa família. Eles sempre foram bons comigo, como um porco indo para o matadouro, e aí, depois que eu venci Chuck, imediatamente, 90% deles passaram a me odiar. Eles não falavam comigo mais, não sorriam pra mim quando eu voltava lá. Isso me fez sentir desconfortável”, revelou o lutador.

Quando foi batido por Rampage, Chuck Lidell era um dos principais atletas no plantel do UFC. O meio-pesado era o detentor do título da categoria e havia conseguido boas vitórias contra Randy Couture (com quem protagonizou uma das principais rivalidades da organização) e Tito Ortiz. O combate foi uma revanche da última derrota sofrida por Lidell até então, na semifinal do Gran Prix de 2003 do extinto PRIDE.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments