McGregor revela que sabia da possibilidade de fraturar a perna em trilogia, mas promete ‘se vingar’ de Poirier

O 'Notório' afirma que chegou a desgastar o local da lesão durante seu período de treinamentos e não descarta novo encontro contra o norte-americano

C. McGregor se recupera de grave lesão na perna (Foto: Instagram/thenotorious mma)

Em recuperação, Conor McGregor voltou a falar sobre a fatura sofrida na trilogia contra Dustin Poirier, em combate no UFC 264 do dia 10 de julho. Em seu ‘Twitter’ oficial, o ‘Notório’ afirmou que já sabia da possibilidade de uma lesão acontecer e não se impressionou como nos casos de Anderson Silva e Chris Weidman.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Mesma perna, mesmo lugar. Eu atribuo isso ao motivo de não estar tão chocado quanto Chris (Weidman) e Anderson (Silva), onde eu sabia que algo poderia acontecer com antecedência. Chris ficou chateado com minha citação, pois sentiu como se eu estivesse atacando. Mas não foi minha intenção. No meu treinamento, tive minha perna esquerda machucada. Muitas das sessões fizeram com que eu trabalhasse isso. Mas isso se materializou na luta. História real, Netflix”, escreveu McGregor.

E não para por aí. Apesar de ter sido considerado nocauteado por sua lesão, o irlandês promete que ainda não ‘fechou o capítulo’ contra Dustin Poirier. Ele, inclusive, afirma que ainda vai se vingar do norte-americano no futuro

PUBLICIDADE:

Não se engane, eles não estão ansiosos para o que está por vir. Eu estarei de volta e tudo ficará resolvido. De uma vez por todas. Eu sinto que simplesmente ainda não está resolvido. É a resposta mais justa que posso dar”, concluiu o ‘Notório’.

A previsão, agora, é que Conor McGregor volte a atuar já no primeiro semestre de 2022. Enquanto ainda se recupera, o irlandês foi desafiado por Michael Chandler e Rafael dos Anjos, que surgem como possíveis adversários em seu retorno ao octógono.

PUBLICIDADE:

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS