Podcast #41

Aldo renasce nos galos; campeões, Do Bronx e Amanda Nunes vencem no UFC 269?

Daniel Cormier pede para atletas priorizarem disputas de cinturão em vez de lutas por dinheiro

O ex-campeão de duas divisões, no entanto, afirmou que é difícil julgar casos como os de Dustin Poirier e Max Holloway

D. Cormier em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Ex-campeão de duas divisões do UFC, Daniel Cormier sabe uma coisa ou outra sobre conquistar cinturões. Para ele, esse deveria ser o maior objetivo de todos os lutadores.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Em seu canal oficial no Youtube, Daniel Cormier opinou sobre o movimento recente que muitos lutadores vem fazendo, priorizando lutas que geram mais dinheiro em detrimento às disputas de cinturão. Apesar de admitir que é difícil julgar lutadores como Dustin Poirier, que deixou de lutar pelo título dos leves (até 70,3 kg) para finalizar a trilogia milionária contra Conor McGregor, “DC” defendeu que o cinturão é o ponto mais alto possível na carreira de lutador.

“O que houve com o fato de o título ser a coisa mais importante? O que aconteceu com o fato de se tornar o campeão? Para um cara como eu, eu amava ter aquele cinturão preso na minha cintura. Eu não poderia imaginar nada diferente. Eu amo o dinheiro que veio com isso, obviamente. Fiz muito dinheiro fazendo isso, mas na posição de Dustin Poirier, na posição de Max Holloway, não sei qual seria minha decisão. É difícil culpá-los quando você olha a diferença nos números que uma luta contra McGregor gera em relação a lutas com outras pessoas”, analisou Cormier.

PUBLICIDADE:

De acordo com Cormier, as mudanças de prioridade dos lutadores tem a ver com uma mudança maior que afeta todo o universo dos esportes. No entanto, o ex-campeão acredita que, no final das contas, o cinturão continua sendo o mais importante.

“Por muito tempo, as lutas de dinheiro eram contra os campeões. Eles tinham os cinturões. Agora o ambiente está mudando. O mundo dos esportes está mudando e acho que os lutadores estão começando a mudar com ele. Mas acredito que no final das contas, é tudo sobre o cinturão. No fim de tudo, voltamos às 13 libras de ouro e você tem que torcer para que aquela luta por dinheiro te eleve ao ponto de você se tornar o homem no topo da marquise que move a agulha”, finalizou DC.

PUBLICIDADE:

Podcast #41: José Aldo de volta ao topo + Charles do Bronx e Amanda Nunes no UFC 269