Rei dos meio-médios, Kamaru Usman diz que St-Pierre ainda ‘assombra a divisão’, mas descarta um possível combate

O nigeriano reconheceu a importância do canadense para a categoria e lembrou que ele não perdeu o cinturão dentro do octógono

K. Usman e G. St-Pierre são dois dos maiores nomes da história dos meio-médios Foto: Montagem SUPER LUTAS

Atual dono do cinturão dos meio-médios (até 77,1kg) Kamaru Usman reconhece que Georges St-Pierre ainda é um nome que ‘aterroriza’ a divisão. O nigeriano reconhece a importância do canadense na história da categoria, lembrou que ele não perdeu o título dentro do octógono mas não acredita em um possível confronto no futuro. A declaração foi dada em entrevista ao podcast ‘Full Send‘.

PUBLICIDADE:

LEIA MAIS: IMAGEM FORTE: Musa do UFC fica com rosto desfigurado após luta contra brasileira Ketlen Vieira

Veja Também

“Georges é a sombra que assombra a divisão. Quando Tyron Woodley era campeão, ele assombrava a divisão. Quando Robbie Lawler era campeão, Georges assombrava a divisão, porque todos sabiam que o campeão nunca perdeu seu cinturão e ele estava apenas flutuando lá fora, ainda treinando”, declarou Usman.

PUBLICIDADE:

Georges St-Pierre reinou na divisão até 77,1kg de 2007 à 2013 de forma ininterrupta. Após derrotar Johny Hendricks em polêmica decisão dividida, o canadense resolveu se aposentar do MMA. O ‘Rush’ retornou em 2017 para desafiar o então campeão dos médios (até 83,9kg) Michael Bisping. Após vencer o lutador inglês e conquistar o segundo cinturão da sua carreira, ‘GSP‘ pendurou as luvas novamente.

Podcast #41: José Aldo de volta ao topo + Charles do Bronx e Amanda Nunes no UFC 269