Internado com caso grave de Covid-19, Diego Sanchez relata: ‘nenhum oponente me dominou assim’

O vencedor da primeira edição do The Ultimate Fighter está hospitalizado há dias com um quadro grave da doença

D. Sanchez está internado com Covid-19 (Foto: Twitter/Diego Sanchez)

O drama de Diego Sanchez na luta contra a Covid-19 continua. Dias após ser hospitalizado e revelar complicações como pneumonia e coágulos de sangue nas pernas, o vencedor da primeira edição do The Ultimate Fighter voltou a atualizar os fãs sobre a sua condição.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Através das redes sociais, o ex-desafiante ao cinturão peso leve (até 70,3 kg) do UFC falou sobre o que tem sido “a luta da vida de um lutador” contra a Covid-19.

“Essa tem sido a luta da vida de um lutador. Nenhum camp de treinamento ou oponente me dominou dessa forma. Foi uma longa luta na noite passada, mas acho que finalmente venci um round com a ajuda do meu corner Deus, Jesus, Espírito Santo e as muitas velas e orações no coração dos meus amados”, disse o lutador.

PUBLICIDADE:

Diego Sanchez chegou ao UFC em 2005 como vencedor da primeira edição do The Ultimate Fighter. O norte-americano rapidamente se tornou um dos lutadores mais populares da organização, onde lutou até setembro de 2020. Durante os 15 anos de Ultimate, o “Pesadelo”, como é conhecido, colecionou vitórias notáveis sobre nomes como Nick Diaz, Takanori Gomi, Clay Guida e Jim Miller.

Após deixar o UFC, o nome de Diego Sanchez foi especulado no Bare Knucke Fighting Championships, organização de boxe sem luvas, mas até o momento o acordo não foi selado.

PUBLICIDADE:

Podcast #45: Volkanovksi sem desafiante e brasileiros no 1º UFC do ano