Dana confirma negociações para contratação de Harrison e diz que norte-americana pode enfrentar Amanda Nunes

'Chefão' do Ultimate sugere que norte-americana precise assinar com a organização para se provar como a 'melhor do mundo'

D. White em entrevista após o UFC 268 (Foto: Reprodução/Youtube)

O UFC está, de fato, negociando um contrato para assinatura de Kayla Harrison. O interesse foi confirmado pelo presidente da organização, Dana White, que falou sobre a possibilidade de manter a divisão das penas (até 65,7kg.) para a chegada da norte-americana e uma possível superluta contra Amanda Nunes.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Essa divisão ainda está lá para a campeã. O dia que ela (Amanda Nunes) disser que não quer mais defender aquele cinturão, provavelmente a gente deixa pra lá. Ele está lá para ela. E estou interessado em toda essa coisa de Kayla Harrison. Ela se acha a melhor do mundo. Só há uma maneira de descobrir: venha aqui e lute contra a melhor da história”, afirmou White em entrevista ao veículo ‘TSN’.

Coincidentemente, Amanda Nunes e Kayla Harrison têm uma boa relação e treinam juntas na academia ‘American Top Team’. A brasileira também ajustou seu jogo para o combate contra Julianna Peña no UFC 269 com a ajuda da norte-americana. Ainda assim, as duas lutadoras flertam com a possibilidade de medirem forças no futuro.

PUBLICIDADE:

Kayla Harrison, de 31 anos, tem um ‘cartel perfeito’ no MMA. Profissional desde 2018, são 11 vitórias seguidas em sua carreira. A norte-americana se tornou conhecida nas artes marciais após conquistar duas medalhas de ouro olímpicas, competindo pelo judô. Sua primeira, veio em 2012, em Londres e, a segunda, no Rio de Janeiro, em 2016. Livre no mercado, ela ainda não decidiu em qual organização vai dar seguimento à sua carreira.

Podcast #46: Aquecimento para o UFC 270 com duas disputas de cinturão + Amanda Nunes fora da ATT e Jake Paul rico