Rashad Evans explica por que decidiu deixar aposentadoria de lado e retornar ao MMA: ‘não estou maluco’

Ex-campeão meio-pesado do UFC retorna ao MMA profissional em janeiro após mais de três anos sem lutar

R. Evans decidiu deixar aposentadoria (Foto: Reprodução Facebook UFC)

Ex-campeão dos meio-pesados (até 93 kg) do UFC, Rashad Evans anunciou nesta semana que irá abandonar a aposentadoria e retornar ao MMA profissional no Eagle Fighting Championship, evento liderado por Khabib Nurmagomedov, no dia 28 janeiro de 2022, ainda sem adversário definido. Na última terça-feira (09), Evans explicou os motivos que o levaram a voltar a competir.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Em entrevista ao “MMA on SiriusXM”, comandado por RJ Clifford e Anthony Smith, curiosamente o lutador responsável por sua última derrota na carreira, Rashad Evans afirmou que se sente motivado apenas pelo fato de competir em alto nível.

“Não estou maluco, sei o que é isso tudo. Isso não tira o significado. Às vezes nós temos o pensamento de que se não estamos perseguindo o cinturão, não estamos perseguindo nada. Mas, para mim, competir é minha recompensa. Fazer isso do jeito que eu quero é tudo que eu preciso, para ser sincero. Apenas vejo a vida de um jeito diferente. Sei do que sou capaz quando estou no meu melhor e quero ter esse sentimento novamente”, disse o ex-campeão.

PUBLICIDADE:

Rashad Evans chegou ao UFC ao vencer a segunda edição do The Ultimate Fighter, em 2005. “Suga” permaneceu invicto na organização até conquistar o título dos meio-pesados com vitória sobre Forrest Griffin, em 2008, mas acabou derrotado logo na primeira defesa do título, contra Lyoto Machida, em 2009. Três anos depois, teve nova oportunidade de lutar pelo cinturão, mas foi derrotado por Jon Jones. Em 2018, Rashad Evans optou por pendurar as luvas após uma sequência de cinco derrotas no octógono, a última delas contra Anthony Smith no UFC 225.

Podcast #46: Aquecimento para o UFC 270 com duas disputas de cinturão + Amanda Nunes fora da ATT e Jake Paul rico