Michael Bisping cita ‘erro’ de Amanda em duelo contra Peña e crava vitória da brasileira, em caso de revanche

Em declaração ao seu canal no youtube, o ex-campeão dos médios citou um possível cansaço da brasileira mas mostrou confiança na retomada do cinturão dos galos

A. Nunes (dir.) foi destronada por J. Peña (esq.) no UFC 269. Foto: Reprodução/Instagram

Após a surpreendente derrota para Julianna Peña no UFC 269, o ex-campeão dos médios (até 83,9kg) Michael Bisping saiu em defesa da ex-campeã dos galos Amanda Nunes. Em declaração ao seu canal no youtube, o veterano inglês alegou que a brasileira cansou durante o combate e cravou que ela sairá vencedora em caso de revanche contra a ‘Megera Venezuelana’.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“No primeiro round, ela superou Julianna. Amanda era a melhor lutadora, a derrubou duas vezes, controlou no clinch e no chão. Foi um bom round para Amanda, mas ela cansou. Ela se cansou, você podia ver isso claramente. Ela também mostrou um pouco de ingenuidade, um pouco de falta de experiência, ela não mostrou o melhor Q.I. de luta. O que Nunes deveria ter feito era ser um pouco mais astuta. Ela deveria ter se movimentado um pouco mais, esquivado, circulado em volta do octógono, recuperado o equilíbrio”, indicou Bisping.

Mesmo apontando os erros da ex-campeã durante o combate, o ‘Conde’ afirmou que a ‘Leoa’ recuperará o seu cinturão dos galos, caso ocorra um segundo duelo.

PUBLICIDADE:

“Provavelmente, Amanda vence na revanche. Eu não estou tirando o mérito do que Julianna fez. Sinceramente, acredito que Amanda vai vencer na revanche. Acho que Amanda estará 100% pronta para lutar contra Julianna. Não se pode negar o coração dela, o corpo de trabalho que Amanda teve, a habilidade que ela tem. Você não pode negar nada disso. Ela cometeu alguns erros no sábado. Ela foi pega em um momento, ela queria combater fogo com fogo, mas ficou sem gás e cansou. Você pode culpar a Covid-19 ou o que quiser, mas ela foi derrotada. Julianna foi a melhor lutadora naquela noite. Amanda vai querer essa luta de volta, o cinturão de volta, ter seu respeito de volta, então, não se engane, acho que é o que veremos a seguir”, finalizou Michael.

Favorita por larga margem antes do UFC 269, Amanda sucumbiu após um bom primeiro round e foi finalizada por Julianna Peña na segunda parcial. A antiga dona do cinturão dos galos possui um retrospecto no MMA de 21 triunfos e cinco reveses.

PUBLICIDADE:

Podcast #46: Aquecimento para o UFC 270 com duas disputas de cinturão + Amanda Nunes fora da ATT e Jake Paul rico