Derrick Lewis acredita que teria vencido Ciryl Gane, caso não lutasse em sua cidade natal

Após ser nocauteado pelo campeão interino, mesmo lutando 'em casa', o 'Besta Negra' admitiu que sentiu a pressão e disse que não pretende repetir a experiência

D. Lewis foi nocauteado por C. Gane no UFC 265 Foto: Reprodução/Instagram

Para alguns atletas, lutar em sua cidade natal pode ser motivador, mas, para Derrick Lewis, o ‘fator casa’ pode ter atrapalhado o seu desempenho. Após ser nocauteado por Ciryl Gane, no UFC 265, o ex-desafiante dos pesos pesados (até 120,2kg) acredita que sentiu demais a pressão por lutar em Houston (EUA), acredita que o resultado poderia ter sido diferente em ‘campo neutro’ e revelou que não deseja repetir a experiência.

PUBLICIDADE:

LEIA MAIS: Charles do Bronx abre as portas para duelos contra Alexander Volkanovski e Kamaru Usman por novos cinturões

Veja Também

“Eu não quero experimentar isso nunca mais. Foi muita pressão, muita pressão, muita mesmo. Eu acredito que sim (o resultado teria sido diferente). Meus treinadores também acreditam nisso. Todos acreditam que teria sido muito diferente se não fosse em Houston. Em outro palco, eu não acredito que o resultado teria sido da forma que foi”, afirmou Lewis.

PUBLICIDADE:

Duas vezes desafiante ao cinturão dos pesados, Derrick Lewis foi nocauteado ‘em casa’ por Ciryl Gane, no UFC 265, que aconteceu em agosto de 2021. Buscando dar a volta por cima rapidamente, o ‘Besta Negra’ já tem novo confronto marcado: irá enfrentar Tai Tuivasa, em fevereiro. O norte-americano possui um cartel de 26 triunfos e oito reveses no MMA profissional.

Podcast #45: Volkanovksi sem desafiante e brasileiros no 1º UFC do ano