Ciryl Gane minimiza vídeo de treino com Francis Ngannou: ‘às vezes ele levava a melhor’

Às vésperas do duelo pelo título dos pesados, o francês falou também sobre a dificuldade do camaronês em se relacionar

C. Gane é o campeão interino dos pesados (Foto: Instagram/UFC)

Uma das grandes polêmicas antecedendo a luta principal do UFC 270, no próximo sábado (22) foi relacionada a uma filmagem antiga de uma sessão de treinos entre Francis Ngannou e Ciryl Gane, que acabou vazando nas redes sociais.

PUBLICIDADE:

Veja Também

De um lado, Ngannou afirmou que o vídeo havia sido manipulado para que Gane parecesse melhor do que realmente foi, enquanto do outro, Fernand Lopez, treinador do francês, garantiu que na sequência da filmagem.

Em recente participação no “The MMA Hour”, podcast do site norte-americano “MMAFighting.com, Ciryl Gane fez questão de minimizar a polêmica em torno do vídeo.

PUBLICIDADE:

“Para mim, foi uma parte boa do meu sparring. Às vezes era mais equilibrado, às vezes ele levava a melhor. Cada sparring que você faz com um parceiro de treinos é diferente”, minimizou Gane.

Ciryl Gane afirmou não ter entendido o vazamento do vídeo, já que os dois não treinam juntos e nem se falam há alguns anos. O francês falou sobre a dificuldade do camaronês em se relacionar com os companheiros de treino.

PUBLICIDADE:

“Ele não gosta de ter muitos amigos. Essa é minha opinião. É o que sinto. Ele não tem muitos amigos na academia. Ele ficou lá por cerca de cinco anos, algo do tipo, mas não tem muitos amigos”, contou o francês.

PUBLICIDADE:

Por fim, Gane contou que, ao contrário de Ngannou, prefere delegar funções a seus treinadores e focar apenas nos treinos e nas lutas. Segundo ele, a falta de confiança do camaronês na equipe pode ter sido o principal fator para a ruptura com a MMA Factory.

“Para mim é melhor estar focado na missão. Mas isso é exatamente Francis. Francis não tem muita confiança em muitas pessoas, então ele prefere fazer tudo. Era mais ou menos assim na MMA Factory, eu ouvi falar. Ele gosta de controlar e não quis dar parte dos trabalhos para Fernand Lopez. Eu apenas vou para a academia, treino e é isso. Todo o restante do trabalho é com o Martin. Eu apenas foco na minha luta e no meu trabalho. Isso me ajudou muito. Mas você tem que confiar em seu camp. Talvez esse fosse o problema entre Francis e a MMA Factory”, finalizou.

Em meio a muita rivalidade, Francis Ngannou e Ciryl Gane se enfrentam valendo a unificação dos cinturões do peso pesado (até 120,2 kg) na luta principal do UFC 270, neste sábado (22).

Podcast #63: Blachowicz merece enfrentar Glover pelo cinturão do UFC? Lyoto perde no Bellator e se complica