AO VIVO

Acompanhe a PFL 5 2022, com esquadrão brasileiro em ação

Trunfo de Gane? Campeões interinos têm mais vitórias em unificações de cinturões do UFC; veja o histórico

Em onze duelos na história do Ultimate, campeões interinos venceram seis, contra cinco vitórias de campeões lineares

Seis campeões interinos tiveram sucesso em unificações de cinturões no UFC (Foto: Montagem/SUPER LUTAS)

Neste sábado (22), os pesos pesados (até 120,2 kg) Francis Ngannou e Ciryl Gane se enfrentam na luta principal do UFC 270, valendo a décima segunda unificação de cinturões na história da organização. Analisando o histórico, o francês tem motivos para se animar. Nas onze unificações anteriores, os campeões interinos levaram a melhor em seis, contra cinco vitórias dos campeões lineares.

PUBLICIDADE:

Relembre todas as unificações de cinturão da história do UFC, em ordem cronológica.

Randy Couture (interino) x Tito Ortiz (linear) – UFC 44

R. Couture derrotou T. Ortiz na primeira unificação de cinturão da história do UFC (Foto: Reprodução/Twitter)

PUBLICIDADE:

A primeira unificação de cinturões na história do UFC aconteceu na 44ª edição do evento, em 2003. Campeão interino após nocautear Chuck Liddell, Randy Couture unificou os cinturões dos meio-pesados (até 93 kg) ao dominar o então campeão linear Tito Ortiz por cinco rounds.

Georges St-Pierre (interino) x Matt Serra (linear) 2 – UFC 83

G. St-Pierre enfrentou M. Serra em revanche no UFC 83 (Foto: Reprodução)

PUBLICIDADE:

Após ter sido derrotado em uma das maiores zebras da história do MMA, Georges St-Pierre conquistou o cinturão interino dos meio-médios (até 77 kg) ao finalizar Matt Hughes e unificou os títulos em revanche contra seu algoz Matt Serra no UFC 83, em 2008.

PUBLICIDADE:

Brock Lesnar (linear) x Frank Mir (interino) 2 – UFC 100

B. Lesnar (esq) e F. Mir (dir) em encarada após pesagem (Foto: Reprodução / YouTube @ufc)

Primeiro campeão linear a conseguir unificar os cinturões, Brock Lesnar conquistou o feito ao nocautear seu rival Frank Mir em revanche no UFC 100, em 2009.

Brock Lesnar (linear) x Shane Carwin (interino) – UFC 116

B. Lesnar e S. Carwin em encarada para o UFC 116 (Foto: Reprodução/Youtube)

Não satisfeito em unificar os cinturões dos pesos pesados uma vez, Brock Lesnar repetiu o feito no ano seguinte. O gigante derrotou o campeão interino Shane Carwin no UFC 116, em 2010.

Georges St-Pierre (linear) x Carlos Condit (interino) – UFC 154

G. St-Pierre (esq) e C. Condit se enfrentaram no UFC 154 (Foto: Reprodução/Youtube)

Quatro anos após unificar como campeão interino, Georges St-Pierre repetiu o feito, mas desta vez como campeão linear dos meio-médios. O canadense superou o campeão interino Carlos Condit no UFC 154, em 2012.

Fabrício Werdum (interino) x Cain Velasquez (linear) – UFC 188 

Velasquez (esq.) e Werdum (dir) se enfrentaram no UFC 188. Foto: Reprodução

No UFC 188, em junho de 2015, foi a vez do brasileiro Fabrício Werdum somar mais um ponto para os campeões interinos. O brasileiro finalizou o campeão linear Cain Velasquez e unificou os cinturões dos pesos pesados.

Conor McGregor (interino) x José Aldo (linear) – UFC 194

Aldo (esq) e McGregor (dir) se enfrentaram em dezembro de 2015. (Foto: Divulgação / UFC)

Após conquistar o título interino dos penas (até 65,7 kg) contra Chad Mendes, Conor McGregor precisou de apenas 13 segundos contra o campeão linear José Aldo para unificar os cinturões da divisão no UFC 194, em dezembro de 2015.

Max Holloway (interino) x José Aldo (linear) – UFC 212

Aldo e Holloway se enfrentaram no ufc 212 (Foto: Facebook /UFC)

José Aldo realmente não teve sorte nas unificações de cinturão. Sete meses após a derrota para McGregor, o brasileiro se tornou campeão interino dos penas ao derrotar Frankie Edgar e foi posteriormente promovido novamente ao posto de campeão linear. Em julho de 2017, no entanto, Aldo acabou derrotado pelo então campeão interino Max Holloway no UFC 212.

Khabib Nurmagomedov (linear) x Dustin Poirier (interino) – UFC 242

K. Nurmagomedov (esq.) em encarada com D. Poirier (dir.). Foto: Reprodução/YouTube UFC

Após três vitórias seguidas de campeões interinos, coube a Khabib Nurmagomedov pontuar novamente para o time dos campeões lineares. No UFC 242, em 2019, o russo finalizou o campeão interino Dustin Poirier para unificar os cinturões dos leves (até 70,3 kg).

Israel Adesanya (interino) x Robert Whittaker (linear) – UFC 243

I. Adesanya (esq.) e R. Whittaker se enfrentaram no UFC 271. Foto: Reprodução/YouTube

Israel Adesanya foi mais um campeão interino a ter sucesso em unificação de cinturão. Em 2019, no UFC 243, o nigeriano nocauteou o então campeão linear Robert Whittaker para unificar os títulos dos médios (até 83,9 kg).

Khabib Nurmagomedov (linear) x Justin Gaethje (interino) – UFC 254

K. Nurmagomedov (esq.) e J. Gaethje (dir.) em encarada antes do UFC 254. Foto: Reprodução/Instagram

A última vez em que o Ultimate promoveu um duelo por unificação de cinturões foi no UFC 254, em outubro de 2020. Na ocasião, Khabib Nurmagomedov unificou os títulos dos leves ao finalizar o campeão interino Justin Gaethje antes de anunciar aposentadoria e deixar o posto de campeão vago.

Francis Ngannou (linear) x Ciryl Gane (interino) – UFC 270

F. Ngannou e C. Gane se enfrentam no UFC 270 pela unificação do título. Foto: Reprodução/Instagram

Neste sábado, Francis Ngannou e Ciryl Gane duelam pela unificação dos cinturões dos pesos pesados na luta principal do UFC 270. Será que o francês vai ampliar a vantagem dos campeões interinos? Ou o camaronês vai deixar tudo igual no placar?

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano