Brandon Moreno ironiza a ‘parceria’ entre Deiveson Figueiredo e Henry Cejudo

Chamado de traíra pelo ex-campeões, o lutador mexicano deixou claro que não quer levar para o lado pessoal e os chamou de 'reis da vergonha alheia'

D. Figueiredo (esq.) confirmou H. Cejudo (dir.) em seu corner para trilogia com B. Moreno Foto: Instagram

Chamado de ‘traíra’ por Henry Cejudo e Deiveson Figueiredo, Brandon Moreno não quer saber de animosidade na semana do UFC 270. No ‘media day’ do espetáculo que acontece nesse sábado (22), o campeão dos moscas (até 56,7kg) fez questão de enfatizar que não é fã de fazer provocações antes da luta, disse que não quer levar nada para o lado pessoal e chamou os dois novos amigos de ‘reis da vergonha alheia’.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“É, talvez esse seja o objetivo: acabar com esse cara. Para mim, não é algo pessoal. Ele está tentando fazer isso se tornar muito pessoal. Eu entendo, é o jeito dele de fazer negócios e eu entendo, eu respeito isso. Mas para mim é apenas vencer essa luta, colocar um ponto final nessa falsa ‘rivalidade’ entre a gente, porque, para mim, são só negócios. Entrar na luta, conseguir uma vida melhor para a minha família, comprar uma casa maior e é isso”, disse Moreno.

O campeão dos moscas não deu muita bola para os dois novos companheiros de equipe e os chamou de ‘reis da vergonha alheia’.

PUBLICIDADE:

“Eu sou um cara sortudo, eu sou um cara realmente sortudo. Porque não é natural para mim fazer o trash talk, ou falar m*** de alguém. Mas eu sou um cara sortudo porque as outras pessoas fazem isso por mim. Então, esse trabalho, eles podem pegar essa parte. É loucura..isso é tão falso, sabe? Quer dizer, meu respeito por eles serem os reis da vergonha alheia”, finalizou o mexicano.

Campeão dos moscas desde junho de 2021, Brandon enfrentará o brasileiro Deiveson Figueiredo pela terceira vez consecutiva. O mexicano está invicto a sete lutas e possui um cartel de 19 triunfos, cinco reveses e dois empates.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano