Após última luta no contrato, Ngannou não garante renovação e dispara contra o UFC

Algoz de Ciryl Gane no fim de semana, franco-camaronês volta a torna pública a insatisfação com antigo acordo com organização

F. Ngannou (esq.) derrotou C. Gane (dir.) no UFC 270. Foto: Reprodução/Instagram

A vitória de Francis Ngannou sobre Ciryl Gane no UFC 270, em confronto pela unificação do título dos pesados (até 120,2kg.), marcou a última luta no contrato atual do ‘gigante’ com o Ultimate. Em atrito com a companhia, o campeão absoluto da categoria não garantiu a renovação. Em coletiva após o show deste sábado (22), o atleta voltou a criticar publicamente a organização e colocou em xeque seu futuro na companhia.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Faz um tempo que venho pensando no meu futuro dentro da companhia. Nada mudou. Não é apenas dinheiro. Dinheiro é parte do problema, mas não concordo com os termos do contrato. Não é justo e não me sinto livre”, disse Ngannou.

Insatisfeito com a organização, esta não é a primeira vez que o lutador critica publicamente a diretoria do UFC. O campeão dos pesados, que já havia pedido melhores pagamentos, seguiu explicando o que o incomoda.

PUBLICIDADE:

“Não sinto que sou bem tratado. É triste eu ter de estar nesta posição. Acredito que todos têm o direito de almejar o que é melhor para si. No fim do dia, colocamos muito esforço neste trabalho. Exige muito do nossos corpos fazer isso acontecer. Ao menos tenhamos um acordo justo”, afirmou.

Caso Francis não tenha nenhum compromisso marcado até dezembro de 2022, o contrato do lutador se encerra automaticamente. Assim, o atleta estaria livre para acertar com qualquer outra companhia.

No UFC 270, Ngannou provou novamente seu talento aos espectadores. Diante de Ciryl Gane, o ‘gigante’ foi capaz de mostrar evolução e anular o rival por parte do confronto. Ao fim de cinco rounds, o franco-camaronês foi declarado vencedor na decisão unânime, unificando, assim, o título dos pesados.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276