AO VIVO

Acompanhe o UFC 276, com disputas de cinturão e Alex Poatan

Campeão dos leves do Bellator, Patricky Pitbull revela que não aceitaria luta contra AJ Mckee e explica os motivos

Visando não atrapalhar uma possível revanche do seu irmão Patrício, o líder da divisão até 70,3kg deixou claro que não tem interesse em enfrentar o norte americano

P. Pitbull após conquistar o cinturão do Bellator (Foto: Reprodução/Youtube)

Atual campeão dos leves (até 70,3kg) do Bellator, Patricky Pitbull afastou a hipótese de enfrentar o líder dos penas (até 65,7kg) AJ Mckee. Em entrevista ao ‘Combate’, o atleta tupiniquim deixou claro que não pretende prejudicar o seu irmão Patrício, que busca uma revanche contra o norte-americano, sonhando em retomar o seu reinado.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“É uma luta que eu não aceitaria para não prejudicar o meu irmão em uma revanche. Eu aceito luta com qualquer um, sou lutador, pelo menos eu. Tem uns que correm. Eu não nego luta com ninguém, nunca neguei uma luta em todas as vezes que me ofereceram, nunca pedi pra trocar e não vejo motivo pra não aceitar, o único motivo é meu irmão. Pelo fato de prejudicar meu irmão em uma futura revanche”, disse Patricky.

Em preparação para a sua primeira defesa de título, o campeão dos leves citou alguns possíveis adversários e provocou AJ Mckee.

PUBLICIDADE:

“Temos três grandes nomes. O Brent Primus, ex-campeão que vem falando bastante, está doido pra lutar pelo cinturão apesar de ter corrido de mim uma vez. Agora que estou com cinturão, ele está doido pra lutar comigo. Temos também o Sidney Outlaw, número 1 do ranking, e tem o fanfarrão do AJ McKee falando pra caramba, sempre saindo matéria, ele fazendo vídeo querendo aparecer. Vamos esperar quem vai ser o próximo adversário”, finalizou Pitbull.

Com o cinturão dos leves vago após o abandono do seu irmão Patrício, visando permanecer na divisão dos penas, Patricky enfrentou Peter Queally no último dia 5 de novembro. O brasileiro se recuperou da derrota sofrida no primeiro combate e nocauteou o irlandês, ainda no segundo round. O atleta tupiniquim possui um cartel de 24 triunfos e 10 reveses no MMA profissional.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276