Robert Whittaker reconhece que não será favorito no duelo com Israel Adesanya

Desafiante da divisão dos médios, o neozelandês assumiu que será a zebra no confronto do UFC 271 e afirmou que se sai bem quando é a 'zebra' do combate

R. Whittaker (esq.) foi derrotado por I. Adesanya (dir.) em 2019. Foto: Reprodução/Instagram

Faltando pouco menos de um mês para o duelo contra Israel Adesanya, Robert Whittaker foi sincero ao reconhecer o favoritismo do seu adversário. Em declaração dada à ‘Unibet Austrália’, o ex-campeão dos médios (até 83,9kg) disse que gosta de ser apontado como azarão e afirmou que costuma atuar bem nesse tipo de cenário.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Marcelo Dourado

“Sou o azarão entrando nesta revanche contra (Israel) Adesanya. Faz sentido. Ele já me venceu uma vez, é o atual campeão. Ser o azarão, com certeza, me tira um pouco da pressão”, disse Whittaker.

Robert afirmou que está acostumado a lidar com o papel de ‘zebra’ nos confrontos e afirmo que gosta de subir no octógono e contrariar as estatísticas.

PUBLICIDADE:

“Ninguém espera que eu ganhe. Ninguém espera que eu vá até lá e o destrone depois que ele já me venceu. Ao longo de toda a minha carreira, eu amei ser o azarão. Adoro entrar lá e desafiar as probabilidades. Eu gosto de ir lá e provar que as pessoas estão erradas. Isso me dá um pouco de vantagem extra”, finalizou o ex-campeão.

A revanche entre Whittaker e Adesanya está marcada para o UFC 271, programado para o dia 12 de fevereiro. No primeiro duelo entre os dois, em outubro de 2019, o nigeriano deu um show, nocauteou o então campeão e assumiu o trono da divisão até 83,9kg.

PUBLICIDADE:

Podcast #63: Blachowicz merece enfrentar Glover pelo cinturão do UFC? Lyoto perde no Bellator e se complica