Organizador de luta entre Whindersson e Popó celebra sucesso e revela conversas com Wanderlei Silva e Fabrício Werdum

Responsável pelo evento, Mamá Brito prometeu que a segunda edição do Fight Music Show será ainda melhor do que a primeira

Whindersson Nunes e Acelino Popó Freitas empataram na luta principal do FMS (Foto: Divulgação)

Lutas memoráveis, atrações para toda a família e estrutura de alto nível. Realizado no último domingo (30), o Fight Music Show superou expectativas e fincou posição como referência de entretenimento no mundo das lutas. Com ingressos esgotados, o Music Park BC recebeu quase 3 mil pessoas em Balneário Camboriú (SC), enquanto as redes sociais borbulhavam em comentários sobre o FMS. Nomes como Neymar, o streamer Casimiro, Marcos Mion, Tatá Werneck e até o elenco da seleção brasileira registraram seus momentos assistindo à luta entre Whindersson Nunes e Acelino Popó. De quebra, a transmissão feita pelo canal Combate, bem como os nomes dos protagonistas do espetáculo figuraram no topo dos trending topics do Twitter. Agora, os próximos planos são ainda mais ambiciosos.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“O Brasil parou para ver o Fight Music Show! Valorizamos o esporte e mostramos que esse tipo de evento veio para ficar! Já temos negociações em andamento para as próximas edições com grandes nomes e vamos divulgar ótimas novidades em breve!”, garantiu Mamá Brito, CEO do Fight Music Show.

Tão logo soou o gongo, as provocações já começaram. Ainda no ringue, Acelino Popó Freitas sugeriu um duelo contra José Aldo, lenda do MMA. Já Whindersson desafiou Logan Paul, youtuber famoso por protagonizar lutas de boxe. Nas redes sociais, o americano “aceitou” o desafio e começou a botar fogo em um possível duelo, atiçando os fãs. Será que veremos esses confrontos em breve?

PUBLICIDADE:

“Por que não? Seria incrível e estamos de olho nessas oportunidades. Whindersson e Popó mostraram como o esporte é capaz de transformar vidas e atingir várias faixas de público. Já falamos com Werdum, Wanderlei Silva… podem esperar uma segunda edição ainda melhor!’, declarou o idealizador do evento.

Além do card com lutas inesquecíveis, o entretenimento gerado por Tirullipa na função de mestre de cerimônias e Wesley Safadão como atração musical merece destaque. Na arena, estiveram presentes nomes do meio artístico como Caio Castro, Gkay, Léo Picon, Lipe Ribeiro e grandes expoentes do esporte, como Charles do Bronx, Fabrício Werdum, Wanderlei Silva e Zé Roberto, entre outros. Inspirado no modelo de sucesso protagonizado pelos irmãos Logan e Jake Paul nos EUA, o Fight Music Show já é um marco na história dos eventos de entretenimento no país e mostrou que caiu no gosto do público.

PUBLICIDADE:

“Vendemos toda a carga de ingressos disponível e o PPV também foi um sucesso, com ótima aceitação dos fãs. Mostramos que é, sim, possível fazer um show de entretenimento de alto nível aqui no Brasil, elevando o nome do boxe aos quatro cantos e inspirando essa geração a valorizar o esporte”, exaltou Mamá Brito.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276