AO VIVO

Acompanhe o UFC 276, com disputas de cinturão e Alex Poatan

Borrachinha diz não ter interesse em nenhuma luta que não seja a revanche contra Marvin Vettori

Derrotado em outubro, o brasileiro afirmou já ter comunicado a Dana White sobre o interesse em enfrentar o italiano novamente

Vettori (dir.) venceu Borrachinha (esq.) em 2021. Foto: Reprodução/Instagram

Em gravação recente de seu podcast, o comentarista do UFC Joe Rogan opinou que a derrota para Israel Adesanya na disputa do cinturão dos médios (até 83,9 kg) parece ter abalado mentalmente Paulo Borrachinha. No entanto, a derrota que mais parece ter mexido com o brasileiro foi outra: contra Marvin Vettori.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Em entrevista ao site “Ag Fight”, Borrachinha se mostrou muito incomodado com a postura de Vettori após o combate e afirmou que, no momento, uma revanche com o italiano é a única luta que o motiva a voltar ao octógono.

“Eu acabei de falar aqui para falar com o Dana White. Eu luto com ele agora. É a única luta que me interessa. Não me interessa mais ninguém. A não ser se for pelo título. Mas eu não sou bobo. Não sou otário de cogitar isso (luta pelo título) agora. Eu quero lutar com ele. É o único cara que me interessa, viável, é ele. E se não for com ele, nem me interessa lutar. Já deixei o Dana White saber disso”, garantiu Borrachinha.

PUBLICIDADE:

De acordo com Borrachinha, a vontade de enfrentar Vettori se deve principalmente à postura do italiano após a vitória no UFC Las Vegas 41, em outubro de 2021.

“Não o respeito. Quero acabar com a vida dele. Ele é um babaca, é um babaquinha, um bobinho. Teve essa vitória em cima de mim e está se achando ‘o cara’, o poderosíssimo. Mas ele é um babaca, é tipo um crianção. A gente vê que ele é um bobão, ele não consegue nem vestir os shorts direito. Tem uma foto com os shorts de trás para frente. E ele está se achando o cara. Mas eu vou lutar com ele de novo. Bom, pelo menos, eu pretendo”, afirmou o brasileiro.

PUBLICIDADE:

Paulo Borrachinha e Marvin Vettori se enfrentaram na luta principal do UFC Las Vegas 41, em outubro, em um duelo que foi marcado para o peso médio, mas ocorreu nos meio-pesados (até 93 kg) pelo fato de o brasileiro não ter conseguido bater o peso. A vitória deixou o italiano na segunda colocação do ranking, enquanto Borrachinha ficou com a quinta posição.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276