Hermansson ataca Strickland por desejo de ‘matar alguém’ em uma luta: ‘Retrocesso do esporte’

Sueco acredita que as falas controvérsias fazem parte apenas da 'construção do personagem' do norte-americano

J. Hermansson após vitória no UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Adversário de Sean Strickland na luta principal do UFC Las Vegas 47 do próximo sábado (5), Jack Hermansson reagiu aos recentes comentários do norte-americano, que expressou desejo de ‘matar alguém’ em uma luta de MMA. Em entrevista ao ‘MMA Fighting’, o sueco lamentou o discurso e observa as declarações de seu adversário como um retrocesso do esporte.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Quando as pessoas no esporte estão dizendo esse tipo de coisa, não estão realmente ajudando nossa causa. Eu gostaria que as pessoas fossem um pouco mais cuidadosas com esse tipo de coisa. Isso não joga a nosso favor e é um retrocesso do esporte, pois temos que continuar lembrando às pessoas que a maioria dos lutadores não pensa como ele (Strickland). Espero que seja apenas uma parte de seu personagem”, opinou Hermansson.

Questionado se temia por sua vida e integridade física no combate, Jack tratou de negar qualquer receio. O sueco ainda ressaltou que não se sente desrespeitado, mas vê Strickland apenas dizendo ‘coisas malucas’ e revela estar pronto para enfrentá-lo.

PUBLICIDADE:

“Eu não senti nenhum receio em relação a mim. Eu já imaginava que ele estaria louco e diria algumas coisas malucas, mas não me sinto desrespeitado. O que não significa que seja apenas ‘conversa fiada’. Mas estou pronto para o que tiver que acontecer”, concluiu.

A fala controvérsia é reforçada frequentemente por Sean Strickland. Além de revelar o desejo de ‘matar alguém’, o norte-americano se autointitulou como um psicopata. Sétimo do ranking, o atleta conta com um cartel de 24 triunfos – com destaques para vitórias sobre Uriah Hall, Brendan Allen e Krzysztof Jotko – e três reveses em sua carreira.

PUBLICIDADE:

Jack Hermansson está na sexta colocação em sua categoria dos médios (até 83,9kg.), atualmente liderada por Israel Adesanya. Profissional desde 2010, o lutador tem um retrospecto de 22 triunfos e seis reveses em sua trajetória.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano