AO VIVO

Acompanhe o UFC 276, com disputas de cinturão e Alex Poatan

Brasileira Norma Dumont acusa Holly Holm de ter fingido lesão para não enfrentá-la: ‘Fiquei frustrada’

Mineira diz que norte-americana publicou fotos caminhando normalmente após alegar ter machucado o joelho para sair do UFC Las Vegas 40

N. Dumont em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Com sequência de três vitórias seguidas, Norma Dumont se prepara para o combate no UFC 274, previsto para acontecer em 7 de maio, contra Macy Chiasson. A brasileira, inclusive, superou Aspen Ladd em sua última apresentação e quer dar seguimento à boa fase visando uma chance pelo título das penas (até 65,7kg.).

PUBLICIDADE:

Veja Também

Porém, em entrevista ao podcast ‘MMA Na Voz’, Dumont decidiu por atacar outra adversária. A representante tupiniquim acusou Holly Holm de ter simulado uma lesão no joelho antes do UFC Las Vegas 40, em outubro de 2021, para não a enfrentar.

“Eu via que ela não estava treinando focada para essa luta. E começou a suspeita de que estava vazando meu treino para ela. E, faltando uma semana, chega a notícia de que a Holly (Holm) havia machucado o joelho. Dois dias depois, ela posta um vídeo caminhando. Quem está com uma lesão no joelho não consegue fazer quase nada. No outro dia, postou uma foto na ponta do pé, jogando o peso numa perna. E eu pensei: ‘É sério? Você não estava lesionada?’”, afirmou Norma.

PUBLICIDADE:

Em seguida, Dumont optou por seguir no card e fez a luta principal da noite contra Aspen Ladd. Com desempenho sólido, a mineira superou sua adversária na decisão dos juízes e conta que, em coletiva pós-evento, soube que Holm teria dado um ‘sinal verde’ para que o Ultimate pudesse marcá-la em uma nova luta.

“Continuei no card, lutei e venci a Aspen (Ladd). E aí, depois que eu fui dar entrevista, o jornalista falou que a Holly havia anunciado que estava disponível para lutar, caso o UFC quisesse. Com uma semana ela curou lesão no joelho que a tirou de uma luta? Eu fiquei muito p*** e frustrada com a saída dela”, finalizou.

PUBLICIDADE:

Aos 31 anos, Norma Dumont soma sete vitórias e uma derrota em seu cartel no MMA profissional, onde compete desde 2016. O único revés, em questão, aconteceu em fevereiro de 2020, quando foi nocauteada por Megan Anderson. Atualmente, ela ocupa a 15ª colocação nas galos (até 61,2kg.) e também compete na divisão – sem ranking – das penas (até 65,7kg.).

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276