Ex-campeão do UFC, Anthony Pettis lamenta desempenho ruim em seu primeiro ano de PFL

Ao 'MMA Fighting', o 'Showtime' recconheceu que sentiu dificuldades em se adaptar à nova organização e citou desgaste mental com a 'bolha' criada pela empresa

A. Pettis faz pose após pesagem pela PFL Foto: Instagram/@pflmma

Contratado como uma das principais estrelas da temporada 2021 da PFL, Anthony Pettis reconheceu que não correspondeu as expectativas na nova casa. Em entrevista ao ‘MMA Fighting’, o ex-campeão dos leves (até 70,3kg) do UFC admitiu que o seu desempenho foi abaixo do esperado e explicou os motivos que o levaram à eliminação ainda antes dos playoffs.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“A temporada passada foi, provavelmente, a pior que eu já tive. Eu não sabia o que esperar. Eu vinha de um formato onde eu lutava, dava um descanso, o tanto que eu precisasse para meu corpo se recuperar, e então fazia um camp e lutava de novo. Essa era minha linha do tempo, enquanto na PFL você tem sua luta, depois de oito semanas tem que estar pronto para outra, mais oito semanas para a próxima, não importa o que aconteça na luta. Então, estrategicamente, tentei chegar lá já sendo o “Showtime”, fazer aqueles chutes diferentes e todas as coisas loucas na primeira luta, e isso não funcionou pra mim. Eu quase consegui, mas eu perdi praticamente os três rounds. Na segunda luta, enfrentei o Raush (Manfio), o campeão, o cara que venceu, e eu realmente entrei focado no boxe porque a lona da PFL estava muito escorregadia. Eu escorregava toda vez que eu tentava um chute alto ou qualquer tipo de chute. Eu nunca lutei nesse tipo de lona por muito tempo. Eu lutei nos pisos do UFC por toda minha carreira. Então foram muitas coisas novas que aconteceram”, disse Pettis.

O ‘Showtime’ também contou que a ‘bolha’ criada pela organização para receber os lutadores em Atlantic City, New Jersey (EUA) o deixou mentalmente disperso e o impediu de estar 100% focado em suas lutas.

PUBLICIDADE:

“Tudo isso me pegou. A maior coisa pra mim foi a quarentena. Nós tivemos que ir pra lá e ficar 17 dias dentro de uma bolha que eles fizeram pra gente, que era uma droga. Eles gastaram muito dinheiro montando isso, para ter a certeza que o torneio poderia acontecer, mas ficar no quarto do hotel longe da minha família… Havia muita coisa acontecendo para fazer com que eu não quisesse estar mentalmente naquele quarto de hotel. Parecia que eu estava numa prisão. Cara, se é assim que as pessoas se sentem na prisão, nunca quero ir pra lá. Não posso lidar com isso. Então, fazendo essa quarentena, mentalmente me deu tempo de pensar em tudo. Foi estressante”, finalizou Anthony.

Apesar das lamentações, Anthony Pettis renovou seu contrato com a empresa e confirmou que estará presente na temporada 2022 do torneio dos pesos leves. O norte-americano possui um cartel de 24 triunfos e 12 reveses no MMA profissional.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano