Sem luta marcada, Cris Cyborg revela que contrato no Bellator está perto do fim

Campeã das penas, brasileira diz que deseja voltar a atuar em abril e critica Cat Zingano

C. Cyborg antes do Bellator 271. Foto: Reprodução/Instagram

Vai ou fica? Apontada, por muitos, como uma das melhores lutadoras da história do esporte, Cris Cyborg pode estar próxima de fechar o ciclo no Bellator. Campeã das penas (até 65,7kg.), a brasileira revelou que tem apenas mais duas lutas no contrato e estipulou data para se apresentar no octógono.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Tenho uma ou duas lutas restantes no meu contrato atual. Então, estou pronta para lutar e só esperando a próxima adversária. Meu empresário disse que talvez abril (eu volte a atuar) e talvez possa ser Arlene Blencowe, que seria uma revanche. Eu nunca vou escolher oponentes, mas gostaria de lutar com novas garotas. Mas vou estar pronta para abril, se a oportunidade vier”, disse Cyborg no programa ‘The Catch-up with James Lynch’.

Ela, inclusive, esteve em negociações para encarar Cat Zingano, mas a norte-americana surpreendeu e assinou acordo por um duelo com Pam Sorenson, em 12 de março deste ano. Agora, Cyborg tratou de criticá-la por ‘fugir’ da luta pelo título da organização.

PUBLICIDADE:

“Não estou surpresa, pois ouvi dizer que ela está pedindo muito dinheiro para lutar. Ela me acusou de recusar um teste de drogas, mas eu nunca recusei. E, se você procurar o cartel dela antes da USADA, vai perceber que ela está invicta. Depois da USADA, ela vem perdendo lutas há cinco anos. Então eu não sei o que ela está dizendo. Por que você está escolhendo lutar nas preliminares do YouTube ao invés de um evento principal? Tudo o que ela está fazendo é apenas uma desculpa”, finalizou.

Campeã das penas do Bellator desde janeiro de 2020, Cris já defendeu o seu cinturão em três oportunidades, contra Arlene Blencowe, Leslie Smith e Sinead Kavanagh. Em seu cartel, Cyborg conta com 24 triunfos e dois reveses.

Podcast #69: Alex Poatan brilha e Adesanya sai vaiado no UFC 276