Ex-UFC, Mike Swick anuncia batalha contra o câncer e desabafa sobre estado de saúde

Norte-americano, de 42 anos, afirmou que estava com a doença há sete meses sem saber

Swick (foto) está aposentado do MMA desde 2015. Foto: Divulgação/UFC

O participante da primeira temporada do ‘The Ultimate Fighter’ e ex-lutador meio-médio do UFC Mike Swick anunciou que tem enfrentado contra um câncer. Em desabafo no ‘Instagram’, o norte-americano afirmou que ‘tomou um susto’ por estar há sete meses com a doença sem saber e, em desabafo sincero, relatou a batalha pela vida.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Estou lutando contra um câncer na batalha mais dura e agressiva que já tive. Começou com um jejum de água de 48 horas, depois a primeira sessão de quimioterapia com um jejum de água adicional de 24 horas, depois um dia de alimentos orgânicos sólidos à base de plantas, seguido por outra quimioterapia e jejum, depois à base de plantas novamente, mantendo essa rotina até a semana terminar sobre. A partir de então, mantive a quimioterapia em dias alternados pelas próximas 3 semanas, enquanto comia apenas alimentos orgânicos à base de plantas que matavam o câncer diariamente. Após 7 dias, todos os 15 linfonodos inchados no meu pescoço desapareceram completamente. Nunca tive uma única febre e os sinais vitais estavam sempre normais. O primeiro round já para mim, com certeza! (…) Agora me recuperando em casa e realmente me sentindo incrível mentalmente! Vitais todos ainda bons, mas ainda cheios de quimioterapia e um pouco fracos e bastante magros. O mais baixo que consegui depois dos jejuns e da primeira semana foi de 68,4kg”, relatou Mike.

Em seguida, ainda na publicação, Swick relatou que percebeu uma piora em sua saúde após o efeito colateral da vacina para COVID-19 e, apenas depois de realizar os exames, notou que era uma luta ainda mais difícil. Ele também aproveitou para deixar uma mensagem de aviso aos fãs.

PUBLICIDADE:

“Eu aparentemente tive isso por mais de 7 meses sem saber. Mesmo depois de passar uma biópsia inicial no meu linfonodo. Como todos os sinais vitais estavam bons e eu passei em todos os testes regulares e exames de sangue, presumimos que eram os efeitos colaterais da vacina Johnson e Johnson, já que os nódulos incharam literalmente no dia seguinte. Então, se você voltar 7 meses no meu IG, você pode ver o quanto eu estava me divertindo com o câncer e nem mesmo sabendo disso. Mergulho livre, paraquedismo, treinamento… meio louco. Estejam todos seguros e nunca ouçam o primeiro diagnóstico”, concluiu.

Aos 42 anos, Mike Swick tem orgulho de sua passagem pelo MMA. Em uma carreira que durou de 1998 a 2015, o norte-americano contou com um retrospecto de 15 vitórias e seis derrotas na carreira.

PUBLICIDADE:

Confira (na íntegra) a publicação de Mike Swick

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano