Adesanya lamenta situação contratual de Ngannou e espera que o campeão não deixe o UFC: ‘Seria triste’

O líder dos médios saiu em defesa do camaronês e revelou que está torcendo para que o amigo permaneça lutando na organização

I. Adesanya e F. Ngannou são amigos e campeões do UFC . Foto: Reprodução/Instagram

Em ‘guerra’ contratual com o UFC, o campeão dos pesos pesados (até 120,2kg) ganhou um importante aliado para essa batalha. Em entrevista ao ‘MMA Fighting’, o líder dos médios (até 83,9kg) Israel Adesanya saiu em defesa do seu amigo e disse que ficará triste caso o camaronês deixe o plantel do Ultimate.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Não quero que ele deixe o UFC. Seria triste. Eu sinto sinto que ele é o cara, sabe? Olha para ele. E ele é um dos três reis. Eu só não quero que ele vá embora. Talvez eu esteja sendo egoísta. Mas sinto que nem quero que ele encaixe. Bem, ele quer lutar boxe, se ele sabe fazer, ele deve lutar boxe. Ele pode descobrir algo com o UFC e o contrato. Eles deixam (Conor) McGregor fazer isso, para que eles possam descobrir alguma coisa”, disse Adesanya.

Após conquistar mais uma defesa do cinturão dos pesados, Ngannou sofreu uma grave lesão nos dois joelhos, que deve deixá-lo de molho por alguns meses. Inconformado com o valor de bolsa recebido pela organização, o camaronês alegou que não pisa novamente no octógono, caso não receba um reajuste salarial.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276