Treinador de Zumbi Coreano diz que seu pupilo não estava preparado em sua primeira disputa de cinturão

Eddie Cha revelou ao MMA Fighting que o seu aluno sentiu a pressão em 2013, mas prometeu um atleta mais preparado no UFC 273, em abril

Z. Coreano (dir) enfrentou J. Aldo (esq) em 2013 Foto: Divulgação/UFC

Pela segunda vez em sua carreira, Zumbi Coreano terá a oportunidade de lutar pelo cinturão dos penas (até 65,7kg) do Ultimate. Mas para o treinador do desafiante, Eddie Cha, o seu pupilo não estava preparado para aquela oportunidade, mas que ele está pronto para derrotar Alexander Volkanovski e se sagrar campeão no UFC 273.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Quando ele lutou contra Aldo, ele não estava realmente pronto naquele momento. Ele disse que há nove anos atrás, ninguém podia vencer José Aldo. Ninguém sequer pensou em vencê-lo, ninguém conseguiu executar essa idéia. E ele está tão feliz que teve a sorte de lutar com ele, porque ele tem a experiência agora para realmente intensificar e ganhar uma chance de título”, disse Eddie.

O técnico do peso pena revelou que o seu aluno sempre acreditou que chegaria em uma nova disputa de cinturão e enfatizou o duro trabalho de Zumbi para lutar novamente pelo título mundial.

PUBLICIDADE:

“Ele sempre acreditou que um dia ele teria outra chance de título. Sempre foi o sonho dele conseguir outra chance de título e se tornar um campeão. E assim ele permaneceu persistente. Ele não tinha certeza se ia ter essa oportunidade novamente, mas ele trabalhou duro e com muita persistência e trabalho duro, cá estamos nós prontos para o dia 9 de abril”, finalizou o treinador.

Quarto colocado no ranking dos penas, Zumbi Coreano vem em bom momento na carreira, com três vitórias em sua últimas quatro lutas. Após a lesão de Max Holloway, o ex-desafiante assumiu a ‘bronca’ de encarar o campeão dos penas Alexander Volkanovski. Aos 34 anos, o sul-coreano possui um retrospecto de 17 triunfos e seis revese no MMA profissional.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276