AO VIVO

Acompanhe o UFC 276, com disputas de cinturão e Alex Poatan

André Sergipano cita Anderson Silva, diz que deseja ‘recuperar cinturão’ dos médios e projeta finalizar Uriah Hall

Brasileiro projeta futuro com sucesso na divisão até 83,9kg.; invicto no Ultimate, ele enfrenta Hall no dia 16 de abril

A. Sergipano em vitória no UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Murilo Bustamante, Anderson Silva e… André Sergipano? Nova promessa brasileira na divisão dos médios (até 83,9kg.), o brasileiro, que tem luta marcada com Uriah Hall no dia 16 de abril, revelou que se inspira no ‘Spider’ para recuperar cinturão da divisão no futuro.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Vou te dizer, cara, Anderson é incomparável. Se você teve a oportunidade de ver o Anderson Silva lutar, sabe do que estou falando. Mas é um cinturão que pertence ao Brasil. O primeiro campeão brasileiro (do UFC), Murilo Bustamante, e Anderson Silva depois disso. Seja eu ou outro brasileiro, é um cinturão que pertence a nós brasileiros”, afirmou Sergipano em entrevista ao podcast ‘Trocação Franca’.

Invicto em quatro lutas no Ultimate, André tem como característica principal o jogo no jiu-jitsu e, agora, quer ser o primeiro homem a finalizar Uriah Hall na divisão até 83,9kg. liderada por Israel Adesanya.

PUBLICIDADE:

“Eu estaria mentindo se dissesse que não quero finalizá-lo. Eu quero isso, é claro. Seria mais uma finalização para o meu recorde, acrescentando mais buzz ao meu hype pelo cinturão. Mas sabemos que uma luta pode seguir o mesmo caminho que está acontecendo recentemente para ele, para uma decisão, round após round, então estou preparando meu corpo e mente sabendo que podemos entrar em uma guerra. Mas a coisa é, eu só preciso de uma abertura. Se ele me der uma oportunidade – se você olhar minhas estatísticas recentes, não estou desperdiçando posições”, finalizou.

Décimo terceiro colocado no ranking dos médios, André Sergipano vai para o duelo embalado por oito vitórias consecutivas, sendo as últimas quatro no octógono do UFC. Dono de um cartel de 22 vitórias e apenas quatro derrotas, o especialista em jiu-jitsu vem de três finalizações seguidas por chave de braço, todas elas no primeiro round.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276