AO VIVO

Acompanhe o UFC 276, com disputas de cinturão e Alex Poatan

Covington admite atuação abaixo do esperado e revela que se deixou ser levado pela emoção diante de ex-amigo

Vitorioso contra Masvidal no UFC 272, atleta confessa que enfrentar antigo companheiro de equipe prejudicou sua performance

C. Covington (esq.) derrotou J. Masvidal (dir.) no UFC 272. Foto: Reprodução/Instagram

Mesmo com uma vitória dominante diante de Jorge Masvidal, Colby Covington não está satisfeito com sua performance no UFC 272. Estrela do evento do último sábado (5), o ‘Caos’ foi sincero ao admitir que não entregou tudo o que podia contra o antigo melhor amigo. Em coletiva de imprensa após o show, o norte-americano justificou o que considerou um rendimento ‘abaixo do esperado’.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Não foi a minha melhor performance. Havia muitas emoções no meio disso. Era uma migo de verdade em um momento da minha carreira. (…) Ele (Masvidal) é um mentiroso, um ladrão. Eu deixei as emoções tirarem o melhor de mim, mas, ainda assim, foi uma atuação dominante. Mostrei o quanto sou bom. Sou o melhor lutador do mundo por um motivo”, afirmou.

Neste fim de semana, Colby subiu no octógono para um dos maiores desafios em sua carreira como profissional do UFC. Embora não houvesse cinturão em jogo, estava ‘na mesa’ uma disputa de ego entre dois antigos companheiros de treinos na American Top Team.

PUBLICIDADE:

No confronto de estilos, Covington levou a melhor diante de Jorge. Com seu wrestling de alto nível, o ‘Caos’ foi capaz de anular a trocação do rival e controlou as ações do oponente em quase todos os assaltos.

Com a vitória, Colby retoma o caminho das vitórias. Antes do UFC 272, o norte-americano vinha de derrota diante de Kamaru Usman, em embate pelo cinturão dos meio-médios (até 77kg.).

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276