Bisping acredita que Conor McGregor pode nocautear Charles do Bronx em possível disputa de cinturão

De acordo com o ex-campeão, mesmo não estando em sua melhor forma, o irlandês ainda possui ferramentas para superar o brasileiro

C. McGregor (dir.) já indicou o desejo de enfrentar C. Do Bronx (esq.). Foto: Montagem SUPER LUTAS

Daqui a exatos dois meses, Charles do Bronx defenderá o título dos leves (até 70,3 kg) pela segunda vez contra Justin Gaethje, no UFC 274. Enquanto o campeão se prepara para enfrentar o ex-campeão interino, especula-se muito sobre o futuro da divisão a um prazo um pouco mais longo. Islam Makhachev, que tinha praticamente assegurada uma disputa de título na sequência, perdeu espaço ao se recusar a enfrentar Rafael dos Anjos no último sábado (5). A série de acontecimentos abre espaço para uma outrora improvável oportunidade de Conor McGregor voltar de lesão lutando pelo cinturão da divisão.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Durante participação no podcast “Joe Rogan Experience”, o ex-campeão dos médios (até 83,9 kg) e integrante do Hall da Fama do UFC Michael Bisping acredita que, apesar de ser consenso que McGregor está longe de seus melhores dias, uma eventual disputa de cinturão envolvendo o irlandês faça sentido.

“É duro, mas se você fosse o responsável pela organização, você gostaria que isso acontecesse? Você provavelmente gostaria, vamos ser sinceros. A realidade é que os melhores dias de Conor já passaram há muito tempo, provavelmente. Você não pode ficar no topo para sempre”, analisou Bisping.

PUBLICIDADE:

Apesar de concordar que Conor McGregor está longe de sua melhor fase na carreira, sem vencer há mais de dois anos e com apenas uma vitória nas últimas quatro lutas, Michael Bisping não descarta a possibilidade de o irlandês nocautear o atual campeão Charles do Bronx em um eventual encontro.

“Vou te falar, se existe uma pessoa no top 5 que você pode colocá-lo para enfrentar é Charles Oliveira. Charles é ‘atingível’ e Conor sabe atingir. Ele é rápido e Charles é ‘atingível’. Estou apenas dizendo, existe um potencial para Conor voltar, bater Charles Oliveira e se tornar campeão novamente. Eu não sei se eu conseguiria lidar com o mundo se isso acontecer. Meu Deus. Mas pode acontecer. Ele ainda tem a mão esquerda, ainda tem poder e velocidade”, finalizou.

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276