AO VIVO

Acompanhe o UFC 276, com disputas de cinturão e Alex Poatan

Fim de linha! Após ser pego no doping pela segunda vez, Carlos Boi é dispensado pelo UFC

Brasileiro havia testado positivo para a substância boldenona e recebeu gancho de 18 meses após luta com Andrei Arlovski

C. Boi em entrada no UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Após novo teste positivo para boldenona e seus metabólitos, proibidos nas competições, Carlos Boi foi dispensado pelo Ultimate após cinco lutas – sendo três vitórias e duas derrotas – na organização. O peso pesado (até 120,2kg.) havia sido contratado pelo evento em 2017 e perdeu para Andrei Arlovski na decisão unânime dos juízes, que aconteceu em outubro, na apresentação mais recente. A informação foi divulgada pelo ‘MMA Fighting’.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Depois de testar positivo, Boi chegou a receber uma suspensão de 18 meses pela Comissão Atlética de Nevada. Esta não é a primeira vez que Carlos vivencia um drama com testes antidoping.

Em 2017, o lutador foi impedido de competir pela USADA (Agência Antidoping dos Estados Unidos) pelo uso de esteroides. À época, o atleta havia assinado contrato com o Ultimate há pouco tempo, mas só pôde estrear em 2020.

PUBLICIDADE:

Pupilo da torcida brasileira, Carlos estreou no Ultimate em julho de 2020, quando teve derrota controversa para Sergey Spivak. Na sequência, o baiano disputou mais quatro lutas, vencendo em três oportunidades. Como a punição da USADA é retroativa ao período da coleta do material, Carlos, de 27 anos, pode retornar à ativa em 16 de abril de 2023.

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276