Após condenação por roubo, sueco Reza Madadi é demitido pelo UFC

R.Madadi (foto) foi condenado a um ano e seis meses de prisão. Foto: Josh Hedges/UFC

R.Madadi (foto) foi condenado a um ano e seis meses de prisão. Foto: Josh Hedges/UFC

Repetindo sua política de, quase, tolerância zero contra práticas criminosas por seus atletas, o UFC confirmou, nesta terça-feira (20), a demissão do peso leve sueco Reza Madadi, condenado por roubo em seu país-natal. A organização publicou um curto comunicado oficial em que oficializou o corte de Madadi de seu elenco.

“Depois de sua condenação por um tribunal na Suécia, a organização do UFC decidiu terminar seu relacionamento com Reza Madadi baseado no seu Código de Conduta dos Lutadores e  a prestação de seu contrato promocional relativo à conduta de lutador”, diz o texto, veiculado pela Zuffa (empresa que administra o Ultimate).

Iraniano de nascimento, o sueco naturalizado Reza Madadi, de 33 anos, tem um cartel de 13 vitórias e três derrotas. O atleta venceu seu último combate pelo Ultimate, contra o norte-americano Michael Johnson, no UFC Suécia 2013, em abril. Segundo o site MMA Viking,  Madadi e dois comparsas foram acusados de terem roubado um total de US$ 150 mil em uma loja de bolsas de grife.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments