Em ascensão nos pesos pesados, Curtis Blaydes opina sobre o futuro do campeão Francis Ngannou

O número quatro da divisão afirmou que o camaronês deveria realizar o seu sonho de lutar boxe e cravou que ele seria bem sucedido na nobre arte

C. Blaydes em coletiva pós-evento. Foto: Reprodução/YouTube @ufc

Um dos principais lutadore da divisão dos pesos pesados (até 120,2kg), Curtis Blaydes também opinou sobre o futuro do campeão Francis Ngannou. O norte-americano foi sincero ao afirmar que o ‘Predador’ deveria pensar pelo lado financeiro e realizar o seu sonho de lutar boxe. A declaração foi dada em entrevista ao ‘MMA Fighting’.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Se eu sou ele, vou lutar boxe. Eles ganham muito dinheiro e ele ganharia muito dinheiro contra (Anthony) Joshua ou Tyson (Fury) ou Deontay (Wilder). Ele seria rico. Então, se eu sou ele, eu deixaria meu joelho sarar e iria me preparar para lutar boxe”, disse Blaydes.

Contrariando grande parte da imprensa especializada em artes marciais, Curtis acredita que Ngannou possa ser bem sucedido na nobre arte, caso consiga a liberação do Ultimate.

PUBLICIDADE:

“Baseado nos melhores pugilistas da divisão de pesos pesados que assisti, acho que ele se sai bem. Eu acho que ele tem o alcance. Sabemos que tem a explosão e o atleticismo. Com essas luvas, ele pode não ter o mesmo impacto, mas eu acho que ele pode vencer qualquer um desses caras”, finalizou o peso pesado.

Francis Ngannou vive momento complicado na carreira. Mesmo ainda ostentando o cinturão da categoria mais nobre do MMA, o camaronês sofreu uma grave lesão e só deve voltar ao octógono no final de 2022. Além disso, o ‘Predador’ vive uma intensa disputa contratual com a organização e já declarou que não voltará a lutar pela empresa, se não houver uma mudança no seu salário.

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276