AO VIVO

Assista à coletiva pós-UFC 276 com Adesanya, Poatan e mais

Aposentado e de olho em promessas do UFC, Cejudo explica por que O’Malley e Pimblett não o convencem

Antigo duplo campeão do Ultimate descreve supostas carências nos estilos dos atletas, tratados como futuras estrelas da organização

H. Cejudo (centro) criticou as atenções dadas a S. O’Malley (esq.) e P. Pimblett (dir.). Foto: Montagem SUPER LUTAS

De olho em futuras promessas do UFC, Henry Cejudo não está totalmente convencido de dois atletas tratados como pupilos da organização. Aposentado desde 2020, o antigo duplo campeão da empresa confessou não ter sido convencido por Sean O’Malley e Paddy Pimblett, candidatos a estrelas do Ultimate. Em entrevista ao ‘The Schmo’, o ‘Triplo C’ explicou sua posição.

PUBLICIDADE:

Veja Também

277393855_313404750890319_7433076742153220815_n

“Se quer minha opinião, acho que eles ainda precisam se provar. Acho que Sean tem mais talento, mas Paddy, o ‘cara da espinha’, tem mais coragem. Se os dois fossem uma mistura um do outro, seria a combinação perfeita”, afirmou Henry.

As análises de Cejudo não pararam por aí. Ainda de olho no futuro do peso galo (até 61,2kg.) e do representante dos leves (até 70,3kg.), o campeão seguiu.

PUBLICIDADE:

“Sean precisa de mais coragem, mais habilidade para lidar com a dor. Paddy necessita de técnica, evoluir seus socos. Ele parece um garoto da floresta lutando. Quando você fala de estrelas, fala apenas de popularidade. (…) Como lutador, eu observo todos os ângulos. Você pode entreter, mas pode, de fato, lutar? Você pode enfrentar o melhor, provar que estou errado em um confronto que eu pense que você perderá. Quando eu assistir a isso, aí, sim, terá o respeito do ‘Triplo C’. No momento, os dois são apenas personagens para mim”, encerrou.

Atual número 13 dos galos, O’Malley soma oito apresentações pelo UFC. Na companhia desde 2017, o norte-americano tem sete vitórias e um tropeço.

PUBLICIDADE:

Chamado por muitos de ‘Novo Conor McGregor’, Paddy Pimblett fez seu segundo compromisso pelo Ultimate no último dia 19. Após uma estreia brilhante no fim da temporada passada, o peso leve voltou a surpreender ao finalizar Rodrigo Vargas no primeiro round, mantendo seus 100% de aproveitamento na empresa.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276