Alexander Volkanovski ignora status de ‘melhor peso pena da história’ e rasga elogios a José Aldo

Australiano diz que ainda tem um 'trabalho a fazer' para ser comparado com o brasileiro no posto de nº 1 de todos os tempos

A. Volkanovski posa com cinturão dos penas. Foto: Reprodução/Instagram @alexvolkanovski

Em semana do UFC 273, evento que acontece no próximo sábado (9), Alexander Volkanovski mede forças contra Zumbi Coreano, em confronto válido pelo cinturão dos penas (até 65,7kg.). Em busca de sua terceira defesa de cinturão, o australiano rechaçou o status de melhor peso pena da história do MMA e rasgou elogios a José Aldo.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Tenho muito respeito por (José) Aldo, pois ser campeão por muito tempo, como ele foi, é incrível. Não importa se eu venci caras como ele e Holloway. Estou lutando contra grandes ‘assassinos’, mas é um pesadelo pensar em estar em um dia ruim no dia de defender o cinturão. E, para Aldo ser campeão por muto tempo, significa alguma coisa. Acho que preciso de tantas defesas? Não. Acho que sou o maior? Não vou dizer isso ainda. Vou seguir trabalhando para isso. Se as pessoas quiserem dizer, não tem problema. Mas acho que ainda tenho um trabalho a fazer”, analisou Volkanovski no ‘media day‘.

Coincidentemente, Volkanovski já teve uma ‘prova de fogo’ contra Aldo, em que aconteceu no Rio de Janeiro, em 2019. No embate, ele conseguiu neutralizar o jogo do brasileiro e venceu na decisão unânime dos juízes. Em seu cartel, agora, são 23 resultados positivos – incluindo outros importantes nomes, como Max Holloway (2x) e Chad Mendes- e apenas um negativo.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276