Em grande fase no Bellator, Corey Anderson sugere arrependimento de Dana White por liberação do UFC

Após boa atuação contra Vadim Nemkov, mesmo com ‘no contest’, norte-americano destaca novo momento na carreira; lutador é finalista de GP dos meio-pesados

C. Anderson em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução / Facebook @ufc

Mesmo com o ‘amargo no contest’ no confronto contra Vadim Nemkov, no Bellator 277, Corey Anderson encontra motivos para comemorar o bom momento na carreira. Depois de boa performance contra o campeão dos meio-pesados (até 93kg.) na final do Grand Prix, que terminou ‘sem resultado’, o norte-americano mandou um recado ao antigo patrão, Dana White. Em entrevista ao ‘MMA Fighting’, o atleta questionou o fato de ter sido liberado à concorrente pelo mandatário do UFC.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Na minha cabeça, me pergunto como Dana White se sente agora. Gostaria de saber se ele viu a luta (contra Nemkov). Ele pode não ter visto, mas me pergunto se ele se arrepende de ter me deixado sair (do UFC). Será que ele se arrepende de não ter colocado muita energia para me promover, como ele fez com outros caras? Agora, eles podem ver o que sou capaz de fazer”, afirmou Anderson.

Amargo, com relação a sua passagem pelo UFC, Corey seguiu. Invicto em sua trajetória no Bellator, o atleta seguiu esbanjando confiança em seus feitos recentes.

PUBLICIDADE:

“Não sinto falta do UFC, mas penso em como poderia ter sido, se a organização me desse suporte. O que poderia ter acontecido? Eles e todo o mundo podem ver. Corey é o melhor. Você não pode negar”, encerrou.

Em 15 de abril, Anderson subiu no cage circular para disputar a final do GP dos meio-pesados. Além da oportunidade de vencer o torneio, o atleta poderia se sagrar o grande campeão da categoria.

PUBLICIDADE:

No confronto, Corey conseguiu colocar sua estratégia em jogo. O norte-americano controlava boa parte do confronto contra o dono do cinturão, mas, no terceiro round, uma cabeçada não intencional abriu um corte no supercílio de Vadim, que não foi autorizado pela equipe médica a retornar ao combate.

PUBLICIDADE:

Com o campeão sem condições de luta, restou ao árbitro a decisão de interromper o confronto. Com isso, o ‘no contest’ foi aplicado e, pela regra, o russo, que estava em clara desvantagem na peleja, seguiu com o título. Além disso, o GP também segue sem um campeão.

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276